1º Esquadrão de Helicópteros de Instrução atinge a histórica marca de 200 mil horas de voo

blank

O 1º Esquadrão de Helicópteros de Instrução (EsqdHI-1) atingiu no 19 de maio, a marca histórica de 200 mil horas de voo alcançadas, com um voo de formatura sobrevoando a Região dos Lagos, no Estado do Rio de Janeiro.

O Esquadrão, que possui 58 anos de história, é o responsável pela formação prática dos pilotos de Asas Rotativas da Marinha do Brasil (MB) e grande parte destas horas foram destinadas à nobre arte da instrução de voo.

O comandante da Força Aeronaval, contra-almirante Paulo Renato Rowher, tendo o comandante do EsqdHI-1 como seu co-piloto (P2), liderou a Esquadrilha “Garça Cinza”, que foi composta por quatro aeronaves do modelo Bell Jet Ranger (IH-6B), atingindo o feito em pleno voo por volta das 10h15 no fuso local.

Após o voo, houve o descerramento de uma placa, representando a importância da marca para o EsqdHI-1 e também para toda a Aviação Naval, uma vez que o Esquadrão é o “berço” da aviação em asas rotativas da Marinha do Brasil.

Como preparativo para a realização do voo, seguindo os protocolos estabelecidos para a prevenção de contaminação das tripulações envolvidas, em função da pandemia mundial da Covid-19, além do uso de máscaras, todas as aeronaves foram esterilizadas pelos militares componentes da Unidade de Descontaminação Volante da Esquadra de São Pedro da Aldeia.

Apesar da situação atual, o EsqdHI-1 continua cumprindo sua missão de realizar a parte prática do Curso de Aperfeiçoamento em Aviação para Oficiais, visando à formação de mais uma turma de aviadores navais, bem como mantém a realização dos voos de adestramento.

O esquadrão visa estar sempre buscando manter a máxima prontidão operativa da Unidade Aérea, possibilitando ainda que as aeronaves IH-6B, eventualmente, sejam empregadas em tarefas de emprego geral, mediante demanda específica do Comando da Força Aeronaval.

  • Com informações do CCSM, Fotos MB e Arquivo Pessoal – Contra-almirante Rowher