Primeiro sistema de armamento ofensivo da Força Espacial dos EUA está operacional

A Força Espacial dos EUA começou a operar um novo sistema de armas ofensivas, denominado Sistema de Bloqueio de Comunicações (CCS), e que já se encontrava implementado na Força Aérea dos EUA, desde 2004. A versão atualizada, denominada CCS Block 10.2, alcançou suas capacidades operacionais no dia 9 de março, e se encontra atuante na Força Espacial dos EUA.

“O CCS é o único sistema ofensivo no arsenal da Força Espacial dos Estados Unidos”, disse o tenente-coronel Steve Brogan, ao site The Drive. “Esta atualização coloca a ‘força’ na Força Espacial e é fundamental para usar o espaço como cenário de conflito”, acrescentou.

A Força Espacial foi criada em dezembro passado como o ramo de operações militares no espaço das Forças Armadas dos EUA. Ao longo dos anos o sistema passou por várias modificações.

“O CCS tem sido progressivamente modernizado desde o início dos anos 2000, incorporando novas técnicas, bandas de frequência, melhorias de tecnologia e lições aprendidas das atualizações do bloco anterior (…) Esta atualização em particular inclui novas capacidades de software para combater novos alvos e ameaças dos adversários”, falou o gerente do programa CCS B10.2, major Seth Horner.

A versão Block 10.1, introduzida em 2014, é composta por sete sistemas, mas a nova versão Block 10.2 possui 16 sistemas. Os detalhes do funcionamento do CCS não são totalmente conhecidos, mas se acredita que ele seja um sistema de bloqueio que interrompe transmissões de satélites de comunicação do adversário.

“As diversas versões do sistema incluem uma série de antenas montadas em plataformas rebocáveis e equipamentos associados”, revela o site.

  • Com agências internacionais




Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail