U.S. Army na Europa fornece toneladas de suprimentos médicos para o norte da Itália

O Exército da Europa entrega alguns suprimentos e equipamentos médicos para a região da Lombardia, na Itália, para combater a pandemia de coronavírus. Imagem via U.S. Army in Europe.

O Exército dos Estados Unidos na Europa ajudou a entregar dezenas de toneladas de suprimentos médicos aos hospitais e outras entidades do norte da Itália nesta semana, para ajudar hospitais sobrecarregados por pacientes durante a pandemia de coronavírus.

Desde o inicio da crise do COVID19 na Itália, as forças armadas dos EUA que operam no âmbito da OTAN na Itàlia e Alemanha foram as pioneiras em oferecer apoio logìstico com veìculos e suprimentos, bem como pessoam militar para apoio em diversas àreas, desde médicos e enfermeiros, até pessoal militar para serviços gerais dos mais diversos.

Os membros da 405ª Brigada de Apoio de Campo do Exército coordenaram a carga e entrega de aproximadamente 1000 camas de hospital, 1000 colchões, 100 macas, 400 telas de cabeceira, 250 polos IV ajustáveis, várias cadeiras de rodas dobráveis, 250 armários médicos e mais de 9000 roupas de cama, incluìndo centenas de milhares de màscaras e luvas.

As entregas, juntamente com as de muitos outros países e entidades, ocorrem quando as autoridades italianas lutam para conter infecções por coronavírus e temem que se espalhe para o sul em um país que já está entre os mais atingidos pela pandemia na Europa.

A Itália, que tem uma população mais velha que a maioria da Europa, sofreu mais mortes do que qualquer outro país. Os dados mais recentes mostram que mais de 7.500 pessoas morreram do vírus no país, segundo a Reuters .

“Levamos a sério esta crise de saúde pública e entendemos o quanto é importante se unir durante este período desafiador”, afirmou o comandante do Exército na Europa, general Christopher G. Cavoli, em comunicado.

“Esta missão é parte de nossos esforços contínuos para combater o COVID-19 e demonstra o compromisso dos EUA com nosso aliado da Otan e com o povo da Itália durante esta crise”, acrescentou.

Cavoli começou a trabalhar remotamente no início deste mês, juntamente com outros membros de sua equipe, depois que ele pode ter sido exposto à nova forma de coronavírus em uma conferência.

Desde então, os casos entre militares norte-americanos aumentaram consideravelmente.

Na quarta-feira, havia cerca de 175 casos por milhão de soldados, uma taxa que na verdade é mais alta que a maior população dos EUA, que segundo o CDC está em 135 casos por milhão, informou o Military Times .

A ampla disseminação de tropas americanas na Ásia e na Europa, bem como o movimento constante de pessoal e equipamento pelos continentes, aumenta o risco de exposição para elas.

As entregas do Exército da Europa fizeram parte do programa de assistência humanitária da Agência de Cooperação em Segurança da Defesa e foram feitas em coordenação com diplomatas dos EUA e autoridades italianas, segundo o comando.

O Exército da Europa entrega alguns suprimentos e equipamentos médicos para a região da Lombardia, na Itália, para combater a pandemia de coronavírus. Imagem via U.S. Army in Europe.
  • Com informações da NATO/OTAN, US. ARMY in Europe e Army Times, via redação Orbis Defense Europe.


Receba nossas notícias em tempo real pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Ninguém do DefesaTV está autorizado a entrar em contato com os leitores. Caso deseje de alguma informação envie um e-mail [email protected]

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!