50 Anos após instalação, restaura-se Cruz do Monte Prano, homenagem à Força Expedicionária Brasileira

Este ano, durante as comemorações em homenagem à Força Expedicionária Brasileira (FEB) nas cidades de Massarosa e Camaiore, vislumbrou-se a possibilidade de restauração da simbólica Cruz do Monte Prano, 50 anos após sua instalação no local. O objetivo exigiu a convergência de ações de diferentes órgãos, como a Prefeitura de Camaiore, a Aditância do Exército Brasileiro na Itália, a Administração do Monumento Votivo Militar de Pistoia (MVMP), empresários e voluntários locais e o grupo de escaladores e alpinistas “Amici della Montagna”.

O trabalho foi concluído em outubro do corrente ano e a cidade de Camaiore, rememorando o triunfo sobre o jugo nazifascista, recuperou o simbólico monumento que de forma perene recorda o empenho das tropas brasileiras que combateram pela justiça e liberdade da região.

article

 

Histórico da participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial

Entre os meses de setembro de 1944 e maio de 1945, a FEB participou efetivamente das operações militares para a libertação da Itália do jugo nazifascista, durante a Segunda Guerra Mundial. Nesse período, atuou sob o Comando do IV Corpo de Exército do V Exército de Campanha dos Estados Unidos da América (EUA).

A primeira missão de combate da FEB na guerra teve início em 13 de setembro de 1944. A partir de então, os bravos militares que integravam as tropas nacionais escreveram páginas de honra, sacrifício e glória que se perpetuarão na historiografia militar brasileira e mundial.

A FEB seguiu para a Itália com um efetivo superior a 25 mil militares, divididos em cinco escalões marítimos. As missões iniciais de combate em solo italiano foram efetivadas pelo primeiro escalão da FEB, cujo contingente tinha por base o 6º Regimento de Infantaria (6º RI). As primeiras tropas brasileiras haviam desembarcado na Itália em 16 de julho de 1944.

O início das operações militares da FEB na Itália ocorreu na Região da Toscana, precisamente no Vale do Rio Serchio, e promoveu as primeiras conquistas brasileiras sobre as forças nazifascistas: ocupação e liberação da cidade de Massarosa (17 de setembro de 1944); conquista da cidade de Camaiore (18 de setembro de 1944); conquista do Monte Prano (26 de setembro de 1944); ocupação e liberação das cidades de Fornaci e Coreglia Antelminelli (6 de outubro de 1944); de Barga (11 de outubro de 1944); de Sommocolonia (24 de outubro de 1944); e de Trassilico e Verni (25 de outubro de 1944).

Durante as ações da FEB para a conquista de Camaiore, militares brasileiros proporcionaram à população local certa dignidade durante aquele período de rígida escassez. Uma das famílias ajudadas foi a do Senhor Alessandro Paoli, que possuía 13 anos na época. A generosidade e a solidariedade dos militares brasileiros contribuíam mais uma vez para renovar o ânimo da população civil italiana, oprimida pela guerra e pelo domínio nazifascista.

Em 1968, o Senhor Paoli, cidadão italiano e habitante de Camaiore, resolveu homenagear as tropas brasileiras que libertaram sua cidade e a região e também ajudaram sua família durante os idos de setembro de 1944. A homenagem materializou-se na construção de uma Cruz metálica com 12 metros de altura, fixada sobre o cume do Monte Prano, a 1230 m de altitude, em um ponto com pleno comandamento sobre a cidade de Camaiore.

Fonte: EB



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below