5ª Região Militar reúne competidores de Tiros de Guerra do Paraná para realização de Jogos Desportivos

Um jovem atirador, um talento no atletismo, Jonatan Elias Serafim viveu seu dia de Usain Bolt entre os colegas do Tiro de Guerra (TG) de Medianeira (PR), com duas medalhas no peito. Já são 14 conquistadas, ao todo, este ano pelo campeão nos 100 e 200 metros dos I Jogos Desportivos da 5ª Região Militar. “Me sinto realizado por levar essas medalhas para Medianeira, para o nosso TG, que não é muito grande. Feliz por representar minha cidade”, comemorou com orgulho.

O evento reuniu 360 competidores de 13 Tiros de Guerras do Paraná durante o feriado prolongado, de 12 a 14 de outubro, na cidade de Maringá. A disputa envolveu nove modalidades esportivas: atletismo, basquete, cabo de guerra, futebol, natação, orientação, revezamento com fuzil, vôlei de praia e tiro. “Verificamos grandes valores no aspecto esportivo. Todos os objetivos foram alcançados, com o congraçamento de jovens de três regiões do Paraná”, afirmou o chefe da Seção de Tiro de Guerra da 5ª Região Militar, Tenente-Coronel Valdileno Bezerra da Silva.

Exemplo de dedicação

Uma das cenas que chamaram atenção durante os três dias de competições foi o empenho de um casal. Ele com a farda verde-oliva, ela vestida com a camisa do TG de Cornélio Procópio. “Esta é uma missão gratificante. Revigora e reativa valores importantes pelos quais o Exército preza: a disciplina, o amor à pátria. Enche nosso coração de orgulho”, afirmou o chefe de instrução do TG de Cornélio Procópio, Subtenente Geraldo Dilamar das Chagas Vieira.

Onde havia um atleta da equipe era possível ouvir brados de incentivo e motivação dele e da esposa. “Me considero como mãe e vibro com eles como se fossem meus filhos. E mostraram aqui que são guerreiros. Pra mim e para todas mães de lá, mesmo que não estejam no pódio, eles são mais que vitoriosos”, contou emocionada Flávia Pimentel Monteiro Vieira.

Integração entre os atiradores

Em primeiro lugar na classificação geral, ficaram os anfitriões, seguidos pelo TG de Campo Mourão, em segundo, e o TG de Campo Largo na terceira colocação. Os instrutores também ressaltaram a importância do intercâmbio entre os atiradores. “A gente está reescrevendo uma história dos anos 1980/1990, quando os atiradores tinham o privilégio da experiência de participar de uma olimpíada militar. A competição é sadia, salutar. Mas, o principal objetivo é a integração.

Eles vão levar pra sempre a recordação desses dias que passaram aqui”, destacou o Subtenente Claudio Saraiva Caetano, chefe de instrução do TG de Maringá. O encerramento dos jogos foi acompanhado por convidados e autoridades civis e militares. “O Tiro de Guerra desempenha papel fundamental na formação do cidadão. Além de contribuir com essa formação, a experiência desses jogos também reflete na qualidade de vida”, afirmou o prefeito de Santo Antônio da Platina, José Neto.

A qualidade e comprometimento das equipes foi destacada pelo comandante da 5ª Região Militar, General de Brigada Aléssio Oliveira da Silva. “Em um feriado, centenas de jovens reunidos para celebrar o esporte, a amizade e a nossa pátria. Os Tiros de Guerra propiciaram um momento que jamais será esquecido, mostrando e desenvolvendo a determinação, a perseverança, a energia, a força de vontade, a dedicação aos treinamentos, a humildade na vitória. Por tudo isso, somos todos vencedores nessa data,” enfatizou. A intenção é que os Jogos Desportivos dos TG integre o calendário de eventos da 5ª Região Militar, com realização de dois em dois anos.

Fonte e Fotos: 5ª RM



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below