Aditância do Exército Brasileiro na Itália, celebra conquista de Monte Prano pela Força Expedicionária Brasileira

Monte Prano, foi a primeira missão de guerra recebida pelo Destacamento FEB, comandado pelo General Euclydes Zenóbio da Costa

A Aditância do Exército na Itália celebrou no dia 30 de agosto, a conquista do Monte Prano pela Força Expedicionária Brasileira (FEB) durante a Segunda Guerra Mundial.

No ponto mais alto daquela elevação (1.221 metros acima do nível do mar), o Adido do Exército na Itália, Coronel André Luiz dos Santos Franco, fez alusão ao grande valor militar da tomada daquele ponto forte inimigo pelos “pracinhas” brasileiros.

Durante a atividade, ocorreu a inauguração de uma placa e a colocação de coroas de flores em homenagem aos cinco militares do Exército Brasileiro (EB) vítimas daquela batalha.

Além do Adido, a celebração contou com a presença do Senhor Paoli Edvaldo, da Associação “Amici della Montagna”, de militares do Exército Brasileiro que estão cumprindo missão no país, e de italianos, que, voluntariamente, ajudam a manter viva a memória da FEB na Itália.

A importância da celebração daquela conquista pode ser verificada nas palavras entusiasmadas do próprio Comandante da FEB, Marechal Mascarenhas de Moraes: “constituiu a vitória de Monte Prano um feliz remate da primeira manobra das Armas brasileiras no teatro de guerra italiano, merecendo lisonjeira repercussão nos círculos militares aliados”.

A Conquista de Monte Prano pela Força Expedicionária Brasileira (FEB)

A primeira missão de guerra recebida pelo Destacamento FEB, comandado pelo General Euclydes Zenóbio da Costa, consistiu no deslocamento para a zona de reunião ao sul de Pisa em 13 de setembro de 1944.

As Armas brasileiras iniciaram a progressão em 15 de setembro de 1944, obtendo as primeiras vitórias com a conquista e ocupação da localidade de Massarosa no dia 16 de setembro de 1944 e, sob intenso fogo de artilharia e morteiros, da localidade de Camaiore em 18 de setembro de 1944.

Em 20 de setembro de 1944, o General Zenóbio emitiu a Ordem Geral de Operações nº 6, externando a intenção de conquistar Monte Prano para enfraquecer o dispositivo defensivo nazista.

Durante as seis jornadas dos dias 21 a 26 de setembro de 1944, canhões e carros de combate americanos realizaram a base de fogos para reduzir a capacidade defensiva do inimigo, e, nos dois últimos dias, proporcionaram a cobertura para a ação de patrulha do pelotão comandado pelo Tenente Mário Cabral de Vasconcelos, do 6º Regimento de Infantaria.

Na tarde do dia 26 de setembro de 1944, as tropas alemãs abandonaram a posição e Monte Prano foi tomado pelos brasileiros ao preço de cinco mortos e 17 feridos. Essas primeiras ações duraram pouco mais de dez dias e proporcionaram um avanço de 18 km no interior do território controlado pelos alemães.

  • Fonte e Fotos: Aditância do Exército na Itália


Receba nossas notícias em tempo real pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Ninguém do DefesaTV está autorizado a entrar em contato com os leitores. Caso deseje de alguma informação envie um e-mail [email protected]

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!