Aeronautica Militare celebra 30 anos de operação com os caças AMX Ghibli

A Aeronautica Militare (Força Aérea da Itália) celebrou nesta sexta feira (13) 30 anos de operação dos seus caças de ataque AMX Ghibli. Mesmo sem ter sido um caça da primeira linha, os AMX Italianos voaram mais 18 mil horas em operações reais, sendo atualmente a aeronave mais utilizada em missões no Exterior, por mais de dois terços de sua vida operacional.

Foram apresentadas aeronaves em esquemas de cores comemorativos. Também houve um sobrevoo de uma esquadrilha de AMX com a Frecce Tricolori. A cerimônia de comemoração realizada em Istrana, contou com a presença do Chefe do Estado Maior da Aeronautica Militare (AMI), general Alberto Rosso.

“Nesses 30 anos o AMX contribuiu para a construção de páginas muito importantes na vida aeronáutica, permitindo que a Itália se saísse bem no exterior e em todas as operações de manutenção de paz, no Afeganistão e no Iraque, e é a máquina que mais voou operacionalmente do que as outras”, enfatizou o general.

A cerimônia marcou ainda os 80 anos da 51ª Stormo da AMI. Só no Afeganistão, entre 2009 e 2015 os Ghibli voaram mais de 9 mil horas em 3.100 missões. Equipadas com pods Reccelite e Litening as aeronaves identificaram mais de 800 alvos, além de terem atuado no ataque a alvos no solo em apoio às tropas.

Atualmente, as aeronaves já estão em fase de desativação. A Força Aérea Brasileira (FAB) fora representada no evento pelo chefe do Estado-Maior da Aeronáutica (EMAER), tenente brigadeiro do ar Carlos Augusto Amaral Oliveira.

Este slideshow necessita de JavaScript.

  • Com informações Revista Asas, Fotos: Aeronautica Militare


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below