Apesar da pandemia, Força Aérea dos EUA está pronta para usar seu arsenal nuclear

Apesar dos desafios que os EUA vem enfrentando com o coronavírus, a Força Aérea dos EUA (USAF) permanecem pronta para o combate e preparada para utilizar seu arsenal nuclear, caso se faça necessário frente a um conflito armado, afirma o chefe do Comando Global de Ataque da Força Aérea dos EUA, Tim Ray.

“Fiquem confiantes, tomamos as medidas necessárias para garantir que nossas forças de bombardeiros e ICBM estão prontas para ir e podem atingir qualquer alvo no planeta a qualquer momento. Estamos completamente operacionais e a COVID-19 não alterará isso. Nossas forças continuam a manter um nível extremamente alto de prontidão e capacidade de resposta”, comenta Ray.

A Força Aérea dos EUA esclarece que começou a desenvolver procedimentos para operar durante a pandemia e manter seu pessoal saudável ainda em janeiro.

Os planos de contenção desenvolvidos permitem a Força Aérea limitar a proliferação do vírus, mantendo operacionais as equipes encarregadas de suas aeronaves e sistemas de mísseis.

“Somos pagos para realizar esta missão sob qualquer condição. Não somente algumas, mas todas as condições. Este é um conjunto terrível de circunstâncias, mas devemos estar preparados para realizar este trabalho em circunstâncias muito piores”, avaliou o comandante.

No entanto, apesar de todos os esforços, em torno de 6.754 militares das Forças Armadas dos EUA foram infectados pelo coronavírus, de acordo com dados divulgados pelo Departamento de Defesa.

  • Com agências internacionais


Receba nossas notícias em tempo real pelos aplicativos de mensagem abaixo:

 

Caso deseje conversar com outros usuários escolha um dos aplicativos abaixo:



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail