Após 20 anos de presença dos EUA e da OTAN, o Talebã controla 52% do do Afeganistão

Ilustração via redação OD.

Google News

Reflexos das políticas relativistas da era Obama e de políticos liberais europeus, a intervenção EUA/OTAN do século XXI no Afeganistão teoricamente já pode ser comparado à intervenção soviética dos anos 80, mas com um custo astronomicamente incomparável, e, inversamente proporcional aos resultados… A violência do Talebã (Al Qaeda e outros associados) no Afeganistão contra a população civil e contra o governo oficial continua alta, apesar dos esforços de paz.

Entre ingerências políticas nas atividades da OTAN e problemas de provável existência de incompetência e corrupção do governo oficial afegão, a realidade é que o Afeganistão está ainda muito longe da paz e o Talebã & associados longe da extinção…

Com a esperança de que o acordo de paz dos EUA em 2020 ( já violado diversas vezes pelo Talebã) e as negociações de paz intra-afegãs possam acabar com décadas de guerra, alguns fatos desconfortáveis ​​permanecem, levantando a questão de quem ainda controla o Afeganistão.

Os EUA insistiriam que o governo Ghani é o governo legalmente eleito lá, mas os fatos reais mostram que o Taleban controla fisicamente 52% do país , em comparação com apenas 48% nas mãos do governo oficial.

É uma quantia impressionante quando se considera que o Talibã está lutando há 20 anos sólidos de guerra com o suposto governo e a Otan. Seria difícil imaginar que as pessoas que vivem em território do Taleban não achassem que o Taleban, que era o governo afegão antes da invasão de 2001, e que ainda está efetivamente no comando.

O governo Ghani se concentrou principalmente em áreas densamente povoadas e argumenta que eles controlam 59% da população. No entanto, o Afeganistão não é uma nação de cidades em geral, mas um país rural com muitos recursos naturais e fazendas. O controle da terra física é, em última análise, mais importante para o futuro do país.

Este tem sido o caso há algum tempo, com o Taleban tendo retido partes importantes do país, especialmente no sul e sudoeste.

Governo nega dados da pesquisa, e outra pesquisa mostra que 59% da população afegã vive em áreas sob controle do governo

Uma pesquisa de uma agência de notícias afegã mostra que o Taleban controla pelo menos 52% do território do país, enquanto 59% da população vive em áreas sob controle do governo. A pesquisa foi realizada entre 30 de novembro a 3 de fevereiro.

A pesquisa conduzida pelo Pajhwok Afghan News alega que o governo afegão controla apenas 46% do território.

Durante a pesquisa, 1.266 pessoas foram entrevistadas por meio de questionários e conversas telefônicas. Os questionários, três artigos no total, foram distribuídos a três pessoas em cada parte do país.

A pesquisa mostra que as áreas sob o controle do Taleban são 337.000 quilômetros quadrados, enquanto as áreas sob o controle do governo são de 297.000 quilômetros quadrados, mas 18.000 quilômetros quadrados estariam sob o controle de nenhuma das partes.

As descobertas revelam que o Taleban tem controle total sobre 27 distritos, enquanto o governo controla totalmente 64 distritos. Os 297 distritos restantes são controlados por ambos, indica a pesquisa.

Um porta-voz do Taleban afirmou nesta pesquisa que eles controlam ou têm influência em mais de 70% do território do país, mas um porta-voz do Ministério de Assuntos Internos disse que o Taleban não tem presença permanente em nenhuma parte do país.

A afirmação do Taleban foi rejeitada pelo Conselheiro de Segurança Nacional Hamdullah Mohib em uma reunião semanal no sábado.

“O Talibã afirma ter controle de 70 por cento do território, mas ainda hoje, eles convocam suas reuniões em Quetta (no Paquistão), onde planejam como matar o povo do Afeganistão e destruir os ganhos que conquistamos e destruir nosso infraestruturas ”, disse Mohib.

“Em 422 distritos, dos quais 24 são temporários, entrevistamos três pessoas em cada distrito para descobrir suas perspectivas e descobrir quem controla ou tem influência sobre quantas faixas de terra”, disse o chefe do Pajhwok Afghan News, dinamarquês Karokhel.

Abaixo, vídeo ilustrativo do primeiro encontro de conversações de paz entre o governo oficial do Afeganistão, representantes das tropas da OTAN e representantes do Taleban:

  • Com informações DW, AFP e Al Jazeera, e, com textos adaptados das matérias de Jason Ditz para o AntiWar.com e Tamim Hamid para o TOLOnews, via redação Orbis Defense Europe.


Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio:

Comments are closed.