Após deixar o Pentágono, James Mattis se tornar diretor da empresa General Dynamics

blank

Oito meses após deixar o cargo de secretário de Defesa dos Estados Unidos por ter se posicionado contra a retirada de tropas da Síria, o general James Mattis, passou a integrar a diretoria da empresa General Dynamics.

A companhia com sede em Falls Church, na Virgínia, anunciou nessa quarta-feira (07) a nomeação de Mattis, de 68 anos, em meio a uma controvérsia sobre a relação próxima entre os líderes do Pentágono e a indústria de defesa.

“Jim é um líder reflexivo, deliberado e de princípios com uma trajetória comprovada de serviço desinteressado à nossa nação”, disse o presidente e diretor-executivo da companhia, Phebe Novakovic. “Nos honra tê-lo em nossa diretoria”.

Mattis, com uma carreira de 43 anos no corpo de fuzileiros navais e com um estilo de vida intelectual e conservador que lhe rendeu o rótulo de “monge guerreiro”, dirigiu o Pentágono durante os primeiros dois anos da administração Trump, resistindo ao conflito aberto com a Casa Branca apesar de desacordos importantes sobre a política de defesa e segurança.

Depois de deixar o Pentágono, se tornou membro do grupo de especialistas da Instituição Hoover na Universidade de Stanford. Antes, havia estado na junta da General Dynamics depois que se tornou reservista do Exército em 2013, até que entrou no governo de Trump em 2017.

  • Com agências internacionais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here