Ataque das Forças Aeroespaciais Russas neutralizaram 14 terroristas do ISIS na Síria

blank
Imagem ilustrativa com fotos via SANA Syria.

Pelo menos 14 terroristas do ISIS foram mortos enquanto participavam do recente ataque do grupo terrorista à cidade síria de Resafa, no sul de Raqqa, informou o Observatório Sírio para os Direitos Humanos em 16 de outubro.

De acordo com o grupo de monitoramento baseado em Londres com relatos de seus observadores de campo, os terroristas foram mortos durante confrontos com o Exército Árabe Sírio (SAA) e como resultado de ataques aéreos russos.

A SAA recapturou todas as posições perdidas durante o ataque, ocorrido na manhã de 15 de outubro. Aviões das Forças Aéreas Russas realizaram mais de 40 ataques aéreos contra os terroristas que participaram do ataque.

O ataque foi lançado do monte al-Bishri que fica ao longo da fronteira administrativa entre Raqqa e Deir Ezzor.

Antes do ataque, os terroristas do ISIS receberam suprimentos de combatentes apoiados pelos EUA baseados na área sudeste de al-Tanf, de acordo com algumas fontes pró-governo da Síria.

Resafa está localizada na rodovia que liga Raqqa a Hama. Terroristas do ISIS provavelmente planejavam bloquear a rodovia estratégica, que é usada para enviar combustível do nordeste da Síria para áreas controladas pelo governo.

Apesar de ter sofrido pesadas perdas nos últimos meses, o ISIS ainda está tentando expandir sua influência no centro da Síria. A insurgência do grupo terrorista na região provavelmente não terminará tão cedo.

Na tarde de 16 de outubro, o Exército Árabe Sírio (SAA) realizou uma série de ataques de artilharia de precisão na cidade fronteiriça de Saramada, na região noroeste da Grande Idlib.

Os ataques tiveram como alvo a delegacia principal do HTS e várias outras posições do grupo terrorista em Saramada, que está localizada na zona rural do norte de Idlib. A cidade é conhecida por ser um reduto do grupo terrorista e um centro econômico de sua frente política, o chamado Governo de Salvação.

De acordo com fontes sírias na Grande Idlib, quatro pessoas foram mortas e pelo menos 13 outras ficaram feridas como resultado dos ataques da SAA.

O chefe de polícia do HTS em Saramada Mu’tazullah Suleiman e Saad Eddine Berry, um interrogador do grupo terrorista, estariam entre os mortos nos ataques. Além disso, fontes sírias pró-governo afirmaram que a maioria dos feridos eram combatentes ou policiais do HTS.

Os ataques de artilharia de precisão foram supostamente realizados com munições de artilharia de 152 mm guiadas a laser 2K25 Krasnopol russas.

O verdadeiro alvo dos ataques pode ter sido o líder do HTS, Abu Mohamad al-Julani, que teria sido localizado na cidade vizinha de Armanāz algumas horas antes.

A SAA e seus aliados, principalmente as Forças Aeroespaciais Russas, realizaram vários ataques a alvos militares, de segurança e econômicos do HTS em Saramada nos últimos dois anos.

Os novos ataques foram provavelmente uma resposta às repetidas violações do cessar-fogo pelo HTS e seus aliados. A SAA e seus aliados estão agora se preparando para lançar uma operação terrestre na Grande Idlib contra o grupo terrorista.

  • Com informações SANA Syria, SOHRW, TASS, RT France, France Inter e Russian Federation MoD via redação Orbis Defense Europe/Genebra.