Ataque de Israel atinge grande complexo militar sírio em Aleppo

blank
Imagem ilustrativa com foto via IDF Israel.

No final de 19 de julho, uma série de ataques aéreos israelenses que certamente empregaram míisseis guiados atingiu a governadoria de Aleppo, no norte da Síria, de acordo com a Agência de Notícias Árabe Síria.

Os ataques aéreos tinham como alvo as fábricas de defesa al-Safirah, 21 km ao sul da cidade de Aleppo. O complexo, onde alegadamente a Síria armazenava algumas de suas armas químicas antes do acordo de 2013, agora está desenvolvendo e produzindo armas convencionais e munições para o Exército Árabe Sírio.

De acordo com fontes sírias, vários mísseis lançados do ar de origem israelense, provavelmente não menos que três, foram interceptados pelos sistemas de defesa aérea das Forças de Defesa Aérea Árabes da Síria.

Apesar de algumas interceptações bem-sucedidas, várias explosões foram relatadas dentro das fábricas de defesa da Al-Safira. As imagens das explosões foram compartilhadas nas redes sociais.

Este não foi o primeiro ataque israelense a al-Safira. Em 11 de setembro de 2020, uma série de ataques aéreos israelenses atingiu o complexo militar causando danos limitados.

Os recentes ataques à Síria são parte da campanha militar de Israel na “Guerra entre Guerras”. O objetivo da campanha é empurrar o Irã e seus aliados para fora da Síria, bem como impedi-los de desenvolver suas capacidades ofensivas. Nenhum desses objetivos foi alcançado, ainda.

  • Com informações SANA Syria, France Inter, Israel I24, Aurora Intel e STF Analysis & Intelligence via redação Orbis Defense Europe.