Ataque terrorista islâmico na Alemanha deixa dezenas de crianças gravemente feridas em desfile de carnaval

Imagem da cena do ataque terrorista de hoje que causou dezenas de feridos, principalmente crianças. Foto via Reuters Germany.

Dezenas de pessoas ficaram feridas entre elas dezenas de crianças, depois que um individuo conduziu deliberadamente um carro em alta velocidade contra um de desfile de carnaval na cidade alemã de Volkmarsen, informou a polícia.

O motorista foi preso, mas a polícia não pôde fornecer detalhes imediatamente sobre o homem, embora o jornal Bild tenha citado um porta-voz, Henning Hinn, dizendo que eles estavam “trabalhando na suposição de que era um ato deliberado”. Porém a Policia alemã não quer mencionar o ocorrido como um atentado terrorista mesmo com todas as evidências e testemunhas.

O Ministério do Interior do estado de Hesse disse que o motorista, descrito pela polícia como um cidadão alemão de 29 anos da região, não estava em um estado adequado para ser interrogado. “Dada a situação no terreno, um ataque deliberado não pode ser descartado atualmente”, disse um porta-voz.

Veículos policiais e ambulâncias estavam no local. A polícia cancelou todos os desfiles de carnaval no estado de Hesse como medida de precaução, mas disse que não tinha conhecimento de nenhum perigo em outros lugares da Alemanha. A agência de notícias DPA disse que inicialmente nenhuma morte foi relatada decorrente do acidente.

A mídia local citou testemunhas dizendo que o carro entrou “em plena aceleração” cerca de 30 metros adentro no desfile antes de finalmente parar, acrescentando que o motorista havia passado por uma barreira de tráfego e parecia ter deliberadamente atingido crianças. Uma testemunha disse que o motorista acelerou depois de passar pela barreira policial. Diversas pessoas relataram que o motorista gritava “Allah au Aqbahr”, o conhecido grito do terrorismo islâmico. A descrição do terrorista o identifica como membro de alguma comunidade islâmica local.

O incidente ocorreu na segunda-feira de rosa, o ponto alto da celebração anual do carnaval na Alemanha. Imensamente popular em cidades da Renânia, como Colônia e Düsseldorf, dezenas de milhares de pessoas se vestem para participar de desfiles de rua com carros alegóricos ou satíricos dos quais as pessoas tocam música e jogam doces.

Isso aconteceu menos de uma semana depois que um homem matou a tiros 10 pessoas antes de se matar no mesmo estado, em um dos piores ataques racistas na Alemanha desde a Segunda Guerra Mundial. O atirador, que deixou para trás um manifesto racista, abriu fogo em um bar shisha e um café em Hanau, matando nove pessoas da comunidade turca, em um crime que està relacionado como “ato de vingança”, pois o autor do crime tivera parentes violentados por gangues turcas.

O ataque terrorista mais mortífero da Alemanha na história recente ocorreu em 2016, quando um requerente de asilo tunisiano dirigiu um caminhão a um mercado de Natal de Berlim , matando 12 pessoas. O atacante prometeu lealdade ao Estado Islâmico.

  • Com informações de Philip Oltermann em Berlim para o The Guardian UK, Deustche Welle, AFP via redação Orbis Defense Europe.