Ataques coordenados tentaram desacreditar eleição

blank
Imagem: TSE

Durante essas eleições os sistemas do Tribunal Superior Eleitoral sofreram dois tipos de ataques, na tentativa de desacreditar a Justiça Eleitoral. Segundo a SaferNet, que trabalha em conjunto com o Ministério Público Federal, e divulgada hoje em reportagem de Patrícia Campos Mello.

O primeiro ataque é antigo, certamente ocorreu antes do dia 23 de outubro, e teve a invasão de algum servidor da Corte. Os dados desse ataque, só foram vazados no dia da eleição, às 9h25, para fazer parecer que o voto poderia ser inseguro. Mas o sistema de votação é independente da internet aberta e não pode ser violado por esse método.

O segundo ataque, que os especialistas de segurança chamam de DDoS, não rouba dados. Serve para derrubar servidores e deixar sites ou serviços indisponíveis. Este veio de fora do país, às 10h41, e deixou parte do TSE fora do ar. (Folha)