Avião ucraniano pode ter sido abatido por míssil iraniano

“Autoridades norte-americanas declararam estar confiantes de que o Irã derrubou acidentalmente o avião ucraniano que deixou 176 mortos na madrugada de quarta-feira, 8. O presidente Donald Trump reforçou a suspeita em entrevista na Casa Branca.

Segundo a revista especializada Newsweek, a informação de que a aeronave teria sido atingida por um sistema de mísseis antiaéreos foi confirmada por autoridades ligadas ao Pentágono e ao serviço de inteligência dos EUA, além de uma autoridade do serviço de inteligência iraquiano.

O voo 752 da Ukraine International Airlines teria parado de transmitir dados minutos após a decolagem – que aconteceu pouco depois de o Irã lançar mísseis em bases militares norte-americanas no Iraque.

Acredita-se que a aeronave tenha sido atingida por um sistema de mísseis antiaéreos construído na Rússia, afirmaram à Newsweek os três oficiais, que não foram identificados e não estavam autorizados a falar publicamente sobre o assunto.

Fontes também teriam dito à emissora CBS News que o serviço de inteligência norte-americano teria captado sinais de um radar sendo ligado, e que satélites haviam detectado o lançamento de dois mísseis pouco antes da explosão do avião ucraniano.

O Comando Central dos EUA, o Conselho de Segurança Nacional e Departamento de Estado Americano não confirmaram a informação.

Questionado durante evento na Casa Branca na manhã desta quinta, o presidente Donald Trump disse que também suspeita que o avião tenha sido abatido acidentalmente pelo Irã e descartou a possibilidade de que tenha sido atingido por um míssil americano.

“É trágico, mas alguém pode ter cometido um erro do outro lado. Não o nosso sistema, isso não tem nada a ver conosco”, destacou. “Algumas pessoas dizem que foi (um problema) mecânico. Pessoalmente, eu acho que isso sequer deveria ser questionado”, completou o presidente norte-americano.”

  • Com informações da Gazeta do Povo