Aviões da missão humanitária brasileira decolam de São Paulo com materiais de saúde e alimentos para o Líbano

Google News

Dois aviões da missão humanitária brasileira, um KC-390 e um Embraer-190 (VC-2), decolaram, nesta quarta-feira (12), às 11h18, de Guarulhos (SP) rumo a Beirute.

Conforme decisão do Presidente Jair Bolsonaro, o governo brasileiro doará 6 toneladas de materiais de saúde e alimentos ao Líbano, após a grande explosão que destruiu o Porto de Beirute.

A operação é coordenada pelos Ministérios da Defesa, das Relações Exteriores e da Saúde. Antes das aeronaves da Força Aérea Brasileira (FAB) decolarem da Base Aérea de São Paulo, houve cerimônia de despedida das tripulações e da comitiva chefiada pelo ex-Presidente Michel Temer, filho de libaneses.

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, ressaltou a importância da missão humanitária brasileira.

“O que nós poderemos oferecer, vindo em grande parte da comunidade libanesa, é de coração. Esse evento marca ainda mais nossa aproximação com o Líbano. Os nossos países não abrem mão de democracia e de liberdade. Onde um ser humano precisar de ajuda, nós faremos o que for possível”, destacou.

O Embaixador do Líbano no Brasil, Joseph Sayah, enalteceu o gesto do governo brasileiro. “Gostaria de expressar os meus mais sinceros agradecimentos. Agradecemos o apoio e a ajuda. Somos países irmãos em lados opostos do mundo. Podem ter certeza que o Líbano nunca mais vai esquecer a generosidade desse grande país que abriga milhões de libaneses”, afirmou.

O ex-Presidente Michel Temer expressou seus sentimentos por ter sido designado chefe da missão humanitária brasileira.

“Estou agradecendo em nome dos meus pais, que já faleceram há muito tempo. Mas eles estão acompanhando essa cerimônia e estão aplaudindo. Não se trata apenas de uma relação institucional, mas pessoal. Eu sou da primeiríssima geração de libaneses no Brasil. Meus pais casaram-se no Líbano. Tiveram três filhos lá e mais cinco aqui e eu sou o último deles”, lembrou.

O governo brasileiro, por meio do Ministério da Saúde, e a comunidade libanesa doaram medicamentos e insumos básicos de saúde, como antibióticos, corticóides, analgésicos, ataduras, seringas e catéteres.

Cerca de 100 mil máscaras cirúrgicas, 300 ventiladores pulmonares e alimentos também serão enviados para aquele país.

O Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (CENAD) e o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) continuam colaborando na elaboração de mapas com imagens satelitais de Beirute, utilizando o novo satélite brasileiro CBERS-4A.

Além das capacidades dos CBERS anteriores, esse possui mais uma câmera, com resolução de dois metros por pixel, que será muito útil nas atividades de mapeamento emergencial pós-desastres.

Antes de chegar a Beirute, as duas aeronaves pousam em Fortaleza (CE), onde será realizado o primeiro intervalo técnico. Em seguida, o KC-390 e o Embraer 190 (VC-2) passam pela Ilha do Sal, em Cabo Verde, e por Valência, na Espanha.

A chegada no Líbano está prevista para a tarde desta quinta-feira (13). No total, cada aeronave fará cerca de 30 horas de voo.

  • Por Capitão-Tenente Fabrício Costa, Via Ministério da Defesa Fotos: Suboficial Alexandre Manfrim


Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio: