BAE Systems ganha dois contratos no âmbito do programa DARPA WARP

A empresa conquistou dois contratos no âmbito do programa Wideband Adaptive RF Protection (WARP) da Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa dos EUA (DARPA).

blank
O programa WARP é projetado para desenvolver filtragem adaptativa de banda larga e arquiteturas de cancelamento de sinal para proteger os receptores de banda larga emergentes contra interferência externa e automática. Crédito: BAE Systems.

Google News

A empresa BAE Systems conquistou dois contratos no âmbito do programa Wideband Adaptive RF Protection (WARP) da Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa dos EUA (DARPA).

Avaliados em US $ 5 milhões, os contratos incluem mecanismos de projeto para o DARPA que protegem ‘receptores de banda larga emergentes de interferência’ e permitem seu uso em ambientes complexos.

O programa WARP visa apoiar o uso contínuo de rádios de banda larga e enfrentar os desafios associados à largura de banda. concessão do contrato segue o anúncio da DARPA sobre a seleção de equipes de pesquisa para o programa.

A empresa afirmou que os sistemas de radiofrequência do Departamento de Defesa dos Estados Unidos são projetados para operar em um espectro eletromagnético cada vez mais congestionado e lidar com a interferência de fontes amigas e hostis que podem comprometer as missões.

Chris Rappa, da organização de pesquisa e desenvolvimento da BAE Systems, diretor da linha de produtos FAST Labs, disse: “A capacidade de controlar a intensidade do sinal em todo o espectro eletromagnético é crítica para a operação robusta da eletrônica de RF de banda larga.

“Filtros e canceladores de sinal WARP detectarão e se adaptarão ao ambiente eletromagnético por meio do controle inteligente de hardware adaptável.”

As áreas técnicas do programa WARP enfocam o aprimoramento da tecnologia de guerra eletrônica (EW) para aprimorar o controle adaptativo do espectro eletromagnético.

A Área Técnica 1 do programa está empenhada em mitigar a interferência externa, enquanto a Área Técnica 2 está focada em mitigar a autointerferência de transmissores co-localizados para permitir a transmissão e recepção simultâneas na mesma frequência (STAR).

A BAE observou que os prêmios WARP dependem de investimentos em vários programas, como T-MUSIC, CONverged Collaborative Elements for RF Task Operations (CONCERTO) e Radio Frequency Field Programmable Gate Arrays (RF-FPGA).

  • Com informações do site Army-Technology
  • Tradução e Adaptação: DefesaTv


Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

blank

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio: