Batalhão de Ações com Cães atinge marca de 12 Toneladas de drogas apreendidas

Policiais militares do Batalhão de Ações com Cães (BAC) atingiram a marca de 12 toneladas de drogas apreendidas em 2018. Esta marca ocorreu com a apreensão, nesta terça-feira (11), de 102 quilos de maconha, durante operação na comunidade do Morro do Dendê, Ilha do Governador. Nesta mesma incursão, os policiais do BAC apreenderam um fuzil Mossberg (cal. 22 longo), um simulacro de AR-15 e um simulacro de carabina, além de 124 munições de fuzil cal. 5,56mm e 272 munições de fuzil cal. 7,62mm.

Tendo como ponto de partida o levantamento estatístico feito pela unidade a partir de 2007, a marca de apreensão de drogas deste ano  só foi superada pelo saldo de 2017, quando policiais do BAC apreenderam 13,9 toneladas. A utilização de cães adestrados pela Polícia Militar do Rio existe desde 1955, quando foi criado o “Serviço de Cães”. A unidade passou por sucessivas modificações para se adequar as mudanças de perfil da sociedade, até que foi criado o BAC, em 2011, uma unidade estratégica e hoje imprescindível no combate ao crime organizado.

Leia também: 



O Comandante do BAC, Coronel Rubens Castro Peixoto Junior, afirma com orgulho que a tropa de operações especiais vem mantendo em alta o treinamento de homens e cães e, executando fielmente o planejamento elaborado pelo Comando da Corporação em face da integração às ações do Gabinete da Intervenção Federal. A Família BAC, composta de valorosos guerreiros, agradece a confiança e admiração da sociedade. Vamos sempre manter em alta a doutrina de técnica e profissionalismo, com foco na superação constante e efetividade operacional – acrescenta o Coronel Peixoto.

*Com informações da Assessoria de Imprensa da Polícia Militar/Coordenadoria de Comunicação Social (CComSoc)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below