Boeing confirma nova falha encontrada por regulador no 737 Max

A Boeing e os reguladores federais disseram ter identificado um novo problema de software no 737 Max, atrasando ainda mais o processo de retorno das aeronaves desse modelo. A empresa divulgou comunicado na última quarta-feira (26) solicitando a Administração Federal de Aviação (FAA) para tratar do novo problema, que não poderia ser corrigido pelas mudanças planejadas no sistema MCAS.

A Boeing disse que concordou com a decisão da FAA e está trabalhando na correção do software. O novo problema envolve um software que não tem a ver com as mudanças feitas no sistema de controle de voo defeituoso da aeronave, chamado MCAS.

O sistema de software em questão, embora distinto do MCAS, está relacionado a um procedimento de emergência que pode ser usado pelos pilotos para lidar com o mau funcionamento do MCAS, disseram pessoas familiarizadas com o assunto.

A FAA identificou o problema na semana passada durante testes, de acordo com fontes, depois que um piloto da agência determinou que o procedimento levou mais tempo do que o aceitável para executar. Segundo fontes, a Boeing acredita que poderá resolver o problema com um ajuste de software.

Caso contrário, há uma chance de a empresa ter que substituir um chip de computador em todos os 500 aviões Max que foram entregues ou construídos, um processo que adicionaria atrasos significativos.

  • Com informações do Dow Jones Newswires


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below