Bombardeiro B-1B da USAF operando em base no Círculo Polar Ártico pela primeira vez

blank
B-1B Lancer da Força Aérea dos EUA pousa na Estação Aérea de Bodø pela primeira vez. Foto: Torbjørn Kjosvold / Forsvaret.

Google News

A Base Aérea de Bodø, ao norte do Círculo Polar Ártico, abriga a frota norueguesa de caças F-16, incluindo as aeronaves mais setentrionais da OTAN preparadas para o alerta para enfrentar os aviões militares russos que voam da Península de Kola.

O B-1 que pousou em Bodø nesse 8 de março é um dos quatro bombardeiros atualmente posicionados na Estação Aérea de Ørland, no sul da Noruega. Os bombardeiros são, em sua maioria, treinados junto com a Força Aérea norueguesa, mas também ocorreram voos conjuntos com caças suecos.

No outono passado, o Ministério da Defesa em Oslo recebeu um telefonema da Força Aérea dos EUA para enviar bombardeiros B-1B Lancer para uma implantação temporária pela primeira vez na Estação Aérea de Ørland no período de fevereiro e março de 2021.

“O Governo considerou cuidadosamente o pedido e concluiu que proporcionará uma oportunidade para cooperação e formação importantes e, portanto, acolhe-o”, disse o Ministro da Defesa, Frank Bakke-Jensen, quando a questão foi debatida no Parlamento em Janeiro.

Bakke-Jensen disse que o treinamento fortalecerá a capacidade da OTAN de defender a Noruega.

O B-1 foi reabastecido na parte militar do aeroporto de Bodø. Foto: Torbjørn Kjosvold / Forsvaret

Os bombardeiros estratégicos russos realizam, desde 2007, regularmente missões em espaço aéreo internacional fora do norte da Noruega.

“Devemos esperar algumas reações russas à implantação”, disse o Ministro da Defesa Frank Bakke-Jensen.

“Os B-1B são bombardeiros de grande capacidade e a Rússia afirma que a implantação aumenta as tensões”, acrescentou.

No entanto, as aeronaves aliadas que operam em aeroportos na Noruega normalmente não realizam atividades de treinamento a leste do 24º meridiano, uma restrição auto-imposta que as autoridades norueguesas estabeleceram para não provocar a Rússia no norte.

blank
O B-1 foi reabastecido na parte militar do aeroporto de Bodø. Foto: Torbjørn Kjosvold / Forsvaret.

Tensões com Moscou

A insatisfação da Rússia com a chegada dos bombardeiros americanos à Noruega ficou clara, quando a Frota do Norte anunciou no final de fevereiro o lançamento de mísseis em uma área entre a Noruega continental e a ilha ártica de Bjørnøya (Ilha Bear).

O cruzador de mísseis “ Marshal Ustinov “ navegou para a área, mas nenhum míssil foi lançado.

“Dado o momento e a localização do teste de míssil russo e a chegada prevista dos bombardeiros B1 dos EUA, o exercício de míssil pode ter como objetivo servir a um propósito de sinalização”, disse o Pesquisador Sênior do Estabelecimento de Pesquisa de Defesa da Noruega (FFI), Kristian Åtland para o Barents Observer .

Ele disse que esta pode ser a maneira de Moscou de comunicar sua insatisfação com a presença temporária de bombardeiros americanos em solo norueguês.

Na mesma missão, o “ Marshal Ustinov ” navegou para o fiorde de Varanger e permaneceu fora das águas territoriais norueguesas perto de Grense Jakobselv, numa manobra nunca antes vista.

blank
Após a curta parada no solo, o bombardeiro B-1 fez uma decolagem barulhenta da Base Aérea de Bodø. Foto: Torbjørn Kjosvold / Forsvaret.

“Melhorando a estabilidade regional”

A Força Aérea dos EUA disse em um comunicado que os quatro bombardeiros B-1B destacados para a Base Aérea de Ørland realizarão missões de treinamento em toda a Europa.

“O treinamento com aliados como a Noruega nos permite aprimorar nossas capacidades de dissuasão e defesa, ao mesmo tempo em que melhora a estabilidade regional”, disse o General Jeff Harrigian, Comandante das Forças Aéreas dos EUA na Europa-Força Aérea na África.

  • Com informações da Forsvaret (Royal Norwegian Air Force) e de Thomas Nilsen para o Barents Observer, via redação Orbis Defense Europe.


Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

blank

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio:

Comments are closed.