Bombardeiros B1-B da USAF realizam missão no Mar Egeu voando desde os EUA

A missão de um dia dos bombardeiros pesados ​​supersônicos levou a aeronave e as tripulações a voar quase 12.000 milhas náuticas durante a operação de ida e volta. Foto de Cristina Bennet via USAF.

Google News

Como parte dos esforços contínuos do Comando Europeu dos EUA para demonstrar as capacidades de longo alcance dos bombardeiros estratégicos da USAF, dois bombardeiros B-1 Lancer dos EUA daa Base da Força Aérea de Ellsworth em Dakota do Sul conduziram missões de sobrevôo no Mar Egeu (região do Mediterrâneo) nesse dia 07 de abril.

Os compromissos de segurança dos EUA com a Aliança da OTAN permanecem rígidos. A missão da força-tarefa de bombardeiros de hoje é outra em uma longa lista de exemplos de como as forças militares dos Estados Unidos mantêm a prontidão, melhoram a interoperabilidade e demonstram a capacidade de nossa nação de cumprir os compromissos do outro lado do Atlântico.

Essa operação militar fazia parte das missões recorrentes e de alta visibilidade da Força-Tarefa de Bombardeiros (BTF) do USEUCOM.


Uma imagem ilustrativa para dar idéia da distância voada pelas aeronaves, que certamente receberam mais de uma sessão de reabastecimento em vôo (REVO) e que levou a aeronaves e as tripulações a voar quase 12.000 milhas náuticas durante a operação de ida e volta.

“Os compromissos de segurança dos EUA com a Aliança da OTAN permanecem rígidos”, disse o major-general da Força Aérea dos EUA Lance Landrum, diretor de operações da USEUCOM. “A missão da força-tarefa de bombardeiros de hoje é outra em uma longa lista de exemplos de como as forças militares dos Estados Unidos mantêm prontidão, melhoram a interoperabilidade e demonstram a capacidade de nossa nação de cumprir os compromissos do outro lado do Atlântico.”

A missão de um dia dos bombardeiros pesados ​​supersônicos levou a aeronave e as tripulações a voar quase 12.000 milhas náuticas durante a operação de ida e volta. Lançada no meio-oeste da América, esta missão de bombardeiro B-1 no Mar Egeu demonstrou a Ally e às nações parceiras que os EUA permanecem firmes em seu compromisso com a segurança europeia.

Os bombardeiros foram escoltados por dois caças F-16 dos Estados Unidos, baseados em Aviano, Itália, assim que os bombardeiros chegaram à Europa antes de sobrevoar o Mar Egeu.

As missões da Força-Tarefa de Bombardeiros ocorreram no teatro europeu desde 2018, com mais de 200 surtidas coordenadas com Aliados e parceiros. Essas missões são parte integrante de operações planejadas há muito tempo para aumentar a prontidão e a interoperabilidade com Aliados e parceiros.

 

  • Fonte: USEUCOM – United States European Command (Comando Europeu dos EUA), via redação Orbis Defense Europe.


Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio:

Comments are closed.