Brigada da Guarda Nacional dos EUA recebe novo obus M109A7 Paladin

O 1-113° FA substituiu toda sua frota de Obus autopropulsados Paladins pelo novo modelo A7

blank

A Guarda Nacional da Carolina do Norte anunciou que o 1º Batalhão, 113º Regimento de Artilharia de Campo (1-113° FA), realizou entre os dias 20 e 21 de maio, por meio da 30ª Equipe de combate da Brigada Blindada (30ª ABCT), exercício de artilharia de fogo real com o novo sistema de Obus autopropulsado M109A7 Paladin, em Fort Bragg, Carolina do Norte.

A 30ª ABCT foi a primeira brigada da Guarda Nacional a receber, a mais nova versão do Obus autopropulsado Paladin, podendo assim realizar adestramento por quase duas semanas antes do exercício de fogo real.

Durante o treinamento, os soldados da 1-113° FA tiveram a oportunidade de aprender as diferenças entre o antigo sistema hidráulico e o novo sistema elétrico antes de ir para o estande.

O chefe de seção da Bateria C da 1-113° FA, Sargento Cody Fields, ficou animado para aprender o novo sistema. “O novo sistema de armas nos permite fazer isso um pouco mais rápido (…) Tudo foi de hidráulico a elétrico. Isso nos permite mitigar alguns dos problemas de manutenção que tínhamos no passado”, disse Fields.

O comandante da 30ª ABCT,  coronel Wes Morrison, viu a oportunidade de ser a primeira unidade da Guarda a receber os Paladinos como uma homenagem. “O 1-113° FA, com sua história e a liderança que mostram na comunidade de artilharia de campanha, eles certamente merecem”, disse Morrison.

Os militares da 1-113° FA, que voltaram do Oriente Médio há menos de um ano, irã passar 23 dias treinando no novo equipamento, que está de acordo com as metas do treinamento de pós-desdobramento do Exército.

blank“Para obter um equipamento tão novo e poder vir aqui após o desdobramento e se modernizar exatamente como falamos no Exército; após a implantação, você moderniza o equipamento e, em seguida, inicia um novo ciclo de treinamento, por isso é perfeito para eles ”, disse Morrison.

Os militares que disparavam a nova artilharia ficaram entusiasmados com o treinamento prático e se orgulharam de aprender como o novo equipamento funciona.

“Estamos muito animados por receber essa honra e poder filmar isso primeiro (…) Para realmente atirar na artilharia e enviar 100 libras abaixo do alcance em apoio aos nossos irmãos abaixo, é uma sensação ótima”, disse Fields.

  • Com informações do site Defence Blog
  • Tradução e Adaptação: DefesaTV