Caças F-35A Lightning II da USAF realizam primeiro ataque aéreo operacional

blank
Photo: USAF (Teste de lançamento da JDAM)

Dois F-35A da Força Aérea do EUA (USAF) realizaram no dia 30 de abril um ataque aéreo em Wadi Ashai (Iraque) em apoio à Operação Inerente Combinada da Força-Tarefa Conjunta (CJTF-OIR). Esta ação marcou o primeiro emprego em combate do F-35A.

Os “HL” pertencentes ao 4º Esquadrão de Caças Expedicionários conduziram o ataque aéreo usando bombas JDAM (Joint Direct Attack Munition), onde o alvo era uma rede de tuneis do Daesh e um esconderijo de armas nas Montanhas Hamrin, local que possuía um alto indicie de ameaça as tropas no solo.

Os caças não tiveram a necessidade de se agir sob o modo furtivo durante o ataque, portanto as aeronaves foram equipadas com cabides externos onde fora levado mísseis ar-ar AIM-9X (embora também não haja ameaça ar-ar sobre o Iraque) e embaralhadores de radar na seção central da fuselagem.

Fazendo uso desses artifícios, potenciais ‘inimigos’ em países vizinhos, possivelmente não puderam observar ou divulgar os recursos e detalhes secretos da evasão dos F-35 – sobre o Iraque e durante seu translado de ida e vinda para Al Dhafra (EAU) – onde os caças foram vistos como qualquer outro aeronave de combate nas telas dos radares.

  • Com informações do site Scramble Magazine
  • Tradução e Adaptação: Anderson Gabino (DefesaTV)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here