Capitania dos Portos de São Paulo sedia Exercício de Segurança Física Nuclear em Porto

blank

O Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Órgão Central do Sistema de Proteção ao Programa Nuclear Brasileiro (Sipron), em coordenação com: a Comissão Nacional de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis (CONPORTOS), a Companhia Docas do Estado de São Paulo (CODESP) e a Marinha do Brasil (MB), supervisionou o 1º Exercício de Segurança Física Nuclear em Porto (ESFPORTO), realizado entre os dias 26 e 28 de novembro, nas instalações da Capitania dos Portos de São Paulo, em Santos.

Na abertura do exercício, foram realizadas simulações de controle de emergência de natureza Nuclear, biológica, química e radiológica (NBQR) por equipe do Batalhão de Defesa NBQR de Aramar, bem como exposição estática dos equipamentos empregados por aquela cidade.

O exercício, que tem como propósito identificar as capacidades das organizações envolvidas e aprimorar a resposta do Estado brasileiro frente a essa adversidade, foi elaborado em um cenário fictício, criado pela Direção do Exercício (DIREX) e pelos integrantes da Força Adversa, simulando incidentes no transporte de material nuclear e radiológico no maior porto da América Latina.

O adestramento teve como objetivo testar os protocolos e procedimentos para, de forma coordenada, gerenciar todas as capacidades dessas organizações e gerar ações preventivas para esse tipo de acidente.

Estiveram presentes na cerimônia de abertura do exercício, o Comandante do 8º Distrito Naval, Vice-Almirante, Claudio Henrique Mello de Almeida; o Secretário de Coordenação de Sistemas do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, Contra-Almirante Antonio Capistrano de Freitas Filho; o Comandante da 1ª Brigada de Artilharia Anti-Aérea, General de Brigada Alexandre de Almeida Porto; o Presidente da Comissão Nacional de Segurança Pública nos Portos Terminais e Vias Navegáveis – Conportos, Delegado da Polícia Federal Dr. Marcelo João da Silva, e o Diretor Presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo, Dr. Casemiro Décio dos Reis Lima Carvalho.

  • Com informações do CCSM