Capitão do porta-aviões HMS Queen Elizabeth, demitido do comando “por mau uso do carro oficial”

Google News

Capitão do porta-aviões da Marinha Real Britânica, HMS Queen Elizabeth, demitido do comando “por mau uso do carro oficial”

O capitão do maior e mais poderoso navio já construído para a Marinha Real foi destituído de seu comando por abusar de seu carro oficial.

Nick Cooke-Priest não está mais no comando do HMS Queen Elizabeth porque acredita-se que ele tenha dirigido o carro oficial do porta-aviões nos fins de semana e passeios particulares, de acordo com o The Sun. 

Um porta-voz da Marinha Real disse: “Podemos confirmar que o capitão Nick Cooke-Priest foi transferido para uma nova função. Só podemos dizer que a ação administrativa está em curso e, portanto, seria inadequado comentar mais.” 

O Comandante Cooke-Priest, que se juntou à Marinha Real em 1990, comandava apenas o navio capitânia da Marinha Real Britânica, descrito pela Marinha Real com capacidade de transportar até 40 aeronaves,

JG



Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here