Carros de combate do U.S. Army estão operando no nordeste da Síria

blank
Imagem de autor desconhecido, via U.S. Army/Special Ops Joint Task Force-Levant.

No sábado dia 9 de outubro, a Força-Tarefa Conjunta de Operação Especial Levant dos EUA compartilhou fotos de tropas americanas no nordeste da Síria.

Uma das fotos mostra uma variante especial do Veículo de Combate Bradley que não foi visto antes na Síria, o veículo M7 Bradley Fire Support (B-FiST).

O M7 B-FiST foi projetado para fornecer às equipes de apoio de fogo e de apoio de combate de batalhão e brigada, uma plataforma de veículos onde eles possam localizar, planejar, coordenar, executar e direcionar disparos de morteiros e artilharia de campo indireto oportunos e precisos.

Os veículos são equipados com um sistema especializado de localização de alvos no lado esquerdo da torre, no lugar do lançador de mísseis guiados antitanque TOW duplo.

O M7 B-Fist foi provavelmente implantado no nordeste da Síria para realizar missões de reconhecimento e apoiar unidades de artilharia da coalizão lideradas pelos EUA na região.

Os EUA mantêm cerca de 900 soldados no nordeste da Síria, supostamente para lutar contra o ISIS e apoiar as Forças Democráticas Sírias (SDF) lideradas pelos curdos.

O número de soldados americanos na Síria pode aumentar em breve. Uma fonte da SDF disse à TV al-Mayadeen de Beirute em 9 de outubro que a coalizão liderada pelos EUA havia transferido algumas de suas tropas do Iraque para a Síria. A tropa fazia parte de uma força de combate que os EUA prometeram retirar do Iraque antes do final do ano. Eles estão atualmente situados em al-Hasakah e Deir Ezzor, na Síria.

No início desta semana, Ilham Ahmed -presidente do comitê executivo do Conselho Democrático Sírio, a ala política do SDF- disse que os EUA planejam manter suas forças na Síria para lutar contra o ISIS, construir infra-estrutura e permanecer um ator chave no processo político do país.

  • Com informações SANA Syria, Special Ops Joint Task Force-Levant, TV al-Mayadeen e STFH Analysis & Intelligence via redação Orbis Defense Europe/Genebra.