Célula de combustível de hidrogênio em empregos militares.

Célula de combustível de hidrogênio do Exército Americano chega aos veículos…

Quando um inimigo está procurando por você, especialmente um inimigo com tecnologia de visão noturna, você quer manter a calma e a tranquilidade. É por isso que a General Motors e o Exército dos Estados Unidos desenvolveram o caminhão fora-de-estrada Chevrolet ZH2 movido a hidrogênio.

Com quase 1,8 m de altura e mais de 1,8 m de altura, o ZH2 de  não queima hidrogênio. Em vez disso, bombeia hidrogênio para uma célula de combustível, onde é combinado com o oxigênio. Isso cria água (H2O) enquanto, ao mesmo tempo, libera um fluxo de energia elétrica para alimentar o veículo.

O Colorado ZH2 tem uma postura imponente destacada por enormes pneus BFGoodrich Mud-Terrain T / A KM2 de 37 polegadas, envolvidos em aros beadlocks de 17 polegadas. Um chassi reforçado e uma suspensão especialmente modificada do Colorado ZR2 proporcionam um desempenho robusto em uma ampla variedade de terrenos.  Apesar da capacidade adicional, a principal função do ZH2 é servir como um protótipo para a viabilidade do hidrogênio nas forças armadas como um método de propulsão.

O caminhão foi desenvolvido pela GM  em cooperação com o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Tanques do Exército dos Estados Unidos (TARDEC), sediado perto de Detroit. Debaixo de sua pele de fibra de carbono camuflada reforçada com Kevlar, o ZH2 é baseado na pickup de tamanho médio da GM a Chevrolet Colorado.

O grande ZH2 é muito silencioso, mas não é completamente silencioso. Quando ele começa, há um ruído de ar sugado para dentro. Quando ele está se movendo, como acontece com qualquer veiculo   em um campo off-road, há algum ruído dos pneus, suspensão, motores elétricos e lama. Mas, comparado a um caminhão diesel a diferença é enorme, é quase silencioso. Na linguagem militar, há uma “assinatura acústica” mínima.

Como o caminhão não está queimando nenhum combustível, ele não libera muito calor que pode ser captado por câmeras de visão noturna com sensor de calor. Em outras palavras, também não há muita “assinatura térmica”.

Há ainda um Bônus adicional: os soldados podem beber a água que sai do escape. “Não estamos fazendo isso neste veículo, mas é possível tirar o gás de escape do motor, ou da célula de combustível, e realmente criar água potável”, disse Brian Butrico, do Departamento de Pesquisa e Desenvolvimento do Exército dos EUA. Comando de engenharia. “Os soldados podem realmente criar sua própria água potável enquanto operam o veículo”.

O reabastecimento do caminhão será diferente do reabastecimento de um caminhão comum com combustível líquido. O tanque de armazenamento de paredes grossas do ZH2, com 38 laminas serrilhada – os engenheiros da GM querem reduzir pela metade estas telas – está cheio de gás de hidrogênio comprimido.

Embora o hidrogênio seja o elemento mais abundante no universo, ele normalmente não existe como um gás flutuante. Tem que ser extraído de substâncias que contêm hidrogênio, como água ou combustíveis de hidrocarbonetos. Isso pode ser feito usando dispositivos portáteis que podem funcionar com energia solar ou bateria ou que se conectam a uma rede elétrica local.

“Nossa máquina levará JP8, que é o combustível militar comum, e o converterá em hidrogênio”, disse Butrico. Onde quer que vá, pode produzir seu próprio combustível.

O gás hidrogênio também pode ser produzido a partir de qualquer fonte disponível onde quer que o caminhão esteja, disse ele. Demora cerca de 3 minutos para encher o tanque de combustível, de acordo com a GM. Com cinco a seis quilos de hidrogênio o ZH2 pode percorrer cerca de 200 a 300 milhas, disse Charlie Freese, diretor executivo do setor de células de combustível da GM. Ele poderia ir até 400 milhas com um tanque de hidrogênio otimizado para maior alcance, ele explicou.

Antes de criar o ZH2, a GM e as forças armadas estavam experimentando com células a combustível de hidrogênio em SUVs de uso urbano. Hoje, a Toyota, a Honda e a Hyundai têm veículos com célula de combustível disponíveis para locação ou venda ao público em geral na Califórnia.

O futuro em ambiente militar, para este tipo de  equipamento parece  que está finalmente começando.

JG



Receba nossas notícias em tempo real pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Ninguém do DefesaTV está autorizado a entrar em contato com os leitores. Caso deseje de alguma informação envie um e-mail [email protected]

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here