Centro de Avaliação da Ilha da Marambaia realiza distribuição de alimentos a estudantes do PROFESP

blank

O Centro de Avaliação da Ilha da Marambaia (CADIM) entregou no dia 16 de abril, 150 kits de alimentos às famílias dos alunos atendidos pelo Programa Forças no Esporte (PROFESP).

Esta unidade atende 150 estudantes que estão com suas atividades temporariamente suspensas no PROFESP devido à quarentena. A distribuição de kits é uma forma de atenuar as dificuldades enfrentadas durante o surto do COVID-19.

Sobre o PROFESP-CADIM

O Programa Forças no Esporte do CADIM,  é destinado ao atendimento de crianças, adolescentes e jovens de ambos os sexos, a partir de 06 até os 18 anos de idade, em situação de vulnerabilidade social.

E tem por finalidade promover a valorização da pessoa, reduzir riscos sociais e fortalecer a cidadania, a inclusão e a integração social dos beneficiados, por meio do acesso à prática de atividades esportivas e físicas saudáveis e de atividades socialmente inclusivas.

Sobre o CADIM

O Centro é situado no Litoral Sul Fluminense, junto ao Distrito de Itacuruçá, Município e Comarca de Mangaratiba. O conjunto Ilha e Restinga, com uma forma alongada possuindo uma extensão de 42,5 Km até a Ponta de Guaratiba (continente), da qual é separada por um estreito canal. Quanto à largura, a sua maior dimensão é de 5 Km, onde se forma a Ilha Pompeba; e a menor, aproximadamente 150 metros.

A parte oeste é conhecida como Pontal da Marambaia, isto é, a Ilha propriamente dita. De relevo montanhoso, seu ponto culminante é o pico da Marambaia, com 641 metros de altitude, cuja formação vulcânica é revestida por uma Mata Atlântica virgem e exuberante.

A palavra Marambaia é de origem tupi-guarani, corruptela de “Mbará-mbai”, que significa Cerco do Mar; isto porque entre a Restinga e o Continente se localiza a BAÍA DE SEPETIBA, que protegida por aquela é de mar calmo. Na gíria marinheira Marambaia quer dizer marujo namorador ou que prefere viver em terra a estar embarcado.

Sobre as atividades do CADIM

O centro de adestramento tem o propósito de contribuir para o aprestamento das Forças Navais e dos Grupamentos Operativos de Fuzileiros Navais (GptOpFuzNav) e para a preservação do patrimônio da Marinha na Ilha da Marambaia. Para a consecução de seu propósito, cabem ao CADIM as seguintes tarefas:

  1. Apoiar a realização da Avaliação Operacional dos GptOpFuzNav, ou de parcela destes;
  2. Apoiar o adestramento dos GptOpFuzNav, das Unidades da MB e das demais Forças e de instituições extra-MB;
  3. Realizar a avaliação (do detalhamento) de conceitos doutrinários:
  4. Realizar a avaliação de equipamentos e sistemas com o concurso das Unidades da MB e extra-MB; e
  5. Exercer a fiscalização, policiamento e manutenção do acervo existente na área.
  • Parágrafo único – Compete, ainda, ao CADIM, formar Marinheiros-Recrutas, conforme legislação em vigor.

Em situação de mobilização, conflito, estado de sítio, intervenção federal e em regimes especiais, cabem ao CADIM as tarefas concernentes à mobilização e à desmobilização que lhe forem atribuídas pelas Normas e Diretrizes referentes à Mobilização Marítima e as emanadas pelo Comando do Pessoal de Fuzileiros Navais.