Centro Integrado de Manutenção conta com trabalho conjunto de militares da Marinha, Exército e Força Aérea

blank

O Centro Integrado de Manutenção (CIM), concluíu no dia 29 de agosto a primeira inspeção A/T (programada, feita a cada três anos e 1200 horas de voo, com o objetivo de realizar a verificação completa de corrosão da aeronave) de um helicóptero H225M.

Pode-se destacar neste trabalho a participação de militares das três forças: Marinha do Brasil (MB), Exército Brasileiro (EB) e Força Aérea Brasileira (FAB), atuando em conjunto. Essa foi uma atividade pioneira no âmbito das Forças Armadas.

O CIM está localizado na Base Aérea de São Paulo (BASP) sob a responsabilidade do Parque de Material Aeronáutico de São Paulo (PAMA-SP), organização militar referência na execução de manutenções programadas desse porte.

As aeronaves H225M, denominadas na MB como UH-15 Super Cougar, no EB HM-4 como Jaguar e na FAB como H-36 Caracal, possuem configuração similar nas três Forças, viabilizando a integração da manutenção.

“Com a criação do Centro Integrado de Manutenção foi possível otimizar o emprego de recursos financeiros, estruturais, materiais e humanos. É um modelo inovador que resultará em grande economia dos recursos disponíveis, além de promover a troca de experiência, padronização e integração entre as Forças Armadas”, ressalta o Gerente Logístico do Projeto H-36, Tenente-Coronel Aviador Dario Silvio Antonio Ricciardelli Junior, do PAMA-SP.

Até então, a inspeção A/T da aeronave H225M era realizada exclusivamente por empresa contratada e, com a internalização pelas Forças Amadas, estima-se uma economia aproximada de mais de R$ 2 milhões por inspeção. Atualmente, o Centro possui capacidade de realizar seis inspeções anuais.

A aeronave FAB 8516, operada pelo Esquadrão Puma (3º/8º GAV), foi a primeira a realizar a inspeção A/T no Centro e contou com o apoio dos mantenedores do Grupo Logístico (GLOG) da Ala 12, localizada no Rio de Janeiro (RJ).

  • Com informações do Cecomsaer, Fotos: DIRMAB

2 COMENTÁRIOS

  1. E ainda existem uns “brasileiros” que só sabem falar mal das nossas Forças Armadas. Sou militar há 43 anos. Estou para presenciar demonstração maior que a delas em superar os cortes, os contingenciamentos, as perdas, a falta de apoio devido etc. etc. etc. e, ainda assim, dar conta da missão.
    Elas são exemplo e motivo de orgulho para o Brasil.

  2. Boa noite eu também faço parte desse time muito importante das forças armadas, trabalhei por 31 anos nessa parte de inspeção de aeronaves , em especial trabalhei no projeto F-5 e mirragelll no trabalho de programa se prevenção e tratamento de combate a corrosão em aeronaves da força aérea brasileira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here