Chanceler Turco responde aos EUA: ‘Ninguém dá ultimato à Turquia’

blank

O ministro de Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, questionou a exigência do secretário de defesa dos EUA de que o governo turco cancele a compra dos sistemas de defesa S-400, apesar das ameaças de que a Turquia seria retirada do programa do F-35.

“Nós rejeitamos o texto da carta do secretário da Defesa, Patrick Shanahan, ao nosso ministro da Defesa. Ninguém pode dar um ultimato à Turquia”, afirmou Cavusoglu nesta quinta-feira.

A fala do chanceler turco ecoa aos comentários anteriores do presidente Recep Tayyip Erdogan de que a compra já era um negócio fechado. Tomando ciência das preocupações dos EUA, a Turquia propôs medidas para investigar se a compra dos sistemas de mísseis russos representaria perigo para os F-35, onde até um grupo de trabalho conjunto foi proposto para estudar o assunto, mas até agora, Washington desprezou a proposta.

Cavusoglu argumentou que, embora o próprio presidente estadunidense Donad Trump estivesse aberto à ideia, havia sido fechado por outras “instituições” dentro de sua administração.

Na quarta-feira, o embaixador da Rússia na Turquia, Aleksei Yerkhov, reiterou o compromisso de seu lado em fornecer o equipamento militar, dizendo aos jornalistas que “não há mudanças e não haverá mudanças” na questão.

A equipe turca já está em treinamento para operar os sistemas S-400, que devem começar a ser entregues nas próximas semanas.

  • Com agências internacionais

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here