Chef de cozinha da FAB conquistou a simpatia dos repatriados brasileiros

Foto de Marcello Casal Jr. Via Agência Brasil.

O sargento Ataíde, da FAB, foi símbolo do acolhimento aos repatriados, na quarentena de 14 dias. Recém recuperado de problema de saúde, ele deixou a família em São Paulo e se voluntariou como cozinheiro. Ninguém foi tão carinhoso.

Conversou, anotou a comida brasileira da qual sentiam falta, e fez de tudo, do feijão ao pudim. Ganhou simpatia e gratidão. Ao cessar sua missão de poucos dias, quase houve rebelião de repatriados. Ficaram emocionados com sua permanência até o final.

A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder. o Sgt Ataíde preparou os pratos brasileiros dos quais os repatriados sentiam falta quando estavam na China

Com todos impedidos de sair do hotel, aos poucos as diferenças se acentuaram e houve alguns conflitos entre repatriados, mas nada sério.

Ao final da quarentena, houve quem se recusasse a aparecer em vídeo das despedidas para “não ser usado” pelo governo que os resgatou.

Outros repatriados não quiseram aparecer para não ficarem expostos entre conhecidos e vizinhos como um suspeito de portar o vírus.

O Ministério da Defesa confirmou neste sábado (22.fev.2020) que os 58 brasileiros repatriados vindos da China deixarão a quarentena na Base Aérea de Anápolis na manhã de domingo (23.fev).

A decisão se deu depois de o último resultado para testes do coronavírus –o 3º desde que o grupo chegou ao Brasil– resultar negativo para Covid-19.

Anteriormente, o ministério previa uma quarentena de 18 dias. Com isto, os brasileiros e parentes chineses só deveriam deixar a base na próxima 5ª feira (27.fev).

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, já tinha informado na 6ª feira (20.fev) que o grupo em quarentena poderia ser liberado antes do prazo estimado inicialmente.

A pasta ressalta que todos os repatriados permanecem com quadro assintomático. Informou, ainda, que eles serão transportados pela FAB (Força Aérea Brasileira) para 9 Estados do país.

Eis o inteiro teor do comunicado do Ministério da Defesa:

“Anápolis (GO), 22/02/2020 – Os 58 brasileiros, que estão cumprindo quarentena na Base Aérea de Anápolis, serão liberados neste domingo (23). Eles realizaram a terceira coleta, na sexta-feira passada, e, neste sábado, os resultados foram negativos para coronavírus, de acordo com a análise do Laboratório Central do Estado de Goiás.

Todos os hóspedes da Base Aérea de Anápolis, que permanecem com o quadro assintomático, serão transportados, neste domingo, pela Força Aérea Brasileira para nove estados do Brasil.

A Operação Regresso à Pátria Amada Brasil cumpre assim seu compromisso com o bem estar de todos os envolvidos na operação e com a segurança da população brasileira.

O grupo de brasileiros e parentes chineses que retornou ao Brasil por conta do coronavírus pousou na Base Aérea de Anápolis em 2 aviões da FAB em 9 de fevereiro. Desde então, eles permaneceram no local. O Ministério da Defesa divulgou que a operação para trazer os repatriados teve orçamento de R$ 11,2 milhões.

  • Com informações do Diario do Poder via redação Orbis Defense.

You may also like