Chefe da 3ª Subchefia do Estado Maior do Exército realiza visita a Guarda Nacional de Nova York

O chefe da 3ª Subchefia do EME, general de divisão Achilles Furlan Neto, em momento de descontração com militares da Guarda Nacional do Exército de Nova York durante visita no Campo Smith Training Site em Cortlandt Manor, NY, em 8 de outubro. (Photo: Sgt Jonathan Pietrantoni, da Guarda Nacional do Exército de Nova York)

O chefe da 3ª Subchefia (3ª SCh) do Estado Maior do Exército (EME), general de divisão Achilles FURLAN Neto, realizou entre os dias 6 e 11 de outubro, visita as instalações da Guarda Nacional de Nova York (New York National Guard – NYNG), nas cidades de Latham, Escócia, Camp Smith e Nova York.

A visita faz parte da parceria de treinamento e intercâmbio entre a NYNG e as forças armadas brasileiras, que foi verbalizada em março de 2019, como parte do Programa de Parceria Estadual da Guarda Nacional.

Durante a visita, o general Furlan pode conhecer mais sobre os equipamentos (aeronaves e veículos) da Guarda Nacional.

Ele foi apresentado as capacidades das equipes de apoio civil da NYNG, da Força-Tarefa de Combate a Drogas e de unidades individuais, tais como: o 501° Batalhão de Descarte de Explosivos, o 204º Batalhão de Engenheiros, o 1º Batalhão, a 258ª Artilharia de Campo e a 369ª Brigada de Manutenção.

A visita se encerrou com uma demostração das operações de segurança da Joint Task Force Empire Shield, na cidade de Nova York.

“Minha experiência esta semana em Nova York foi ótima, todos foram gentis e muito generosos para fornecer instruções detalhadas de suas capacidades”, disse Furlan. “Fui tratado como se eu fosse um deles, o que proporcionou uma visão profissional e muito organizada atendendo as minhas expectativas ”, acrescentou.

O general Furlan também visitou o centro estadual de gerenciamento de emergências e o centro de gerenciamento de emergências da cidade de Nova York para saber como a NYNG interage com essas agências. Foi feita reuniões para se discutiu futuras oportunidades de intercâmbio nas quais o Brasil e a NYNG possam participar.

“Temos oportunidades incríveis pela frente para trabalhar em conjunto com os militares brasileiros e alcançar uma ótima parceria, podemos capitalizar nossas diferentes capacidades no futuro e continuar trabalhando juntos para fazer grandes mudanças e novos desenvolvimentos ”, afirmou o coronel Robert Mitchell, diretor de operações da Guarda Nacional de Nova York.

O evento de uma semana focou-se em desastres e resposta a emergências; operações, manutenção e segurança da aviação; atividades médicas e de engenharia militares. Também houve uma reunião com comandantes da brigada e batalhão, no Campo Smith Training Site, em Cortlandt Manor, Nova York.

Furlan teve a oportunidade de examinar o equipamento usado por equipes de engenharia, e aviação além das unidades de artilharia de campo estacionadas no campo de desfiles de Camp Smith.

O adido militar do Exército Brasileiro (EB) nos EUA, Tenente-coronel Roberto Santamaria, que acompanhava o general disse que ficou impressionado com o que viu.

“Tive a oportunidade de viajar por todo os EUA, e esta é a minha segunda vez em Nova York para apoiar na parceria brasileira e estou realmente impressionado com a Guarda Nacional de Nova York”, disse Santamaria. “É realmente incrível, as diferentes capacidades da Guarda e todas as diversas entidades que trabalham bem juntas na organização”, acrescentou.

Na cidade de Nova York, o general Furlan, se reuniu com o comandante da NYNG no Lexington Avenue Armory para discutir sobre como realizar as interações entre civis e militares, durante crise. Após a reunião ocorreu uma visita aos militares da Joint Task Force Empire Shield em seu local de serviço.

O general visitou ainda o centro de gerenciamento de emergências da cidade de Nova York e o memorial aos ataques de 11 de setembro de 2001 no World Trade Center e na Ponte do Brooklyn.

“O general fez uma ótima viagem, todos foram incrivelmente profissionais e prestativos, ele ficou impressionado com todos os militares que conheceu, e as muitas grandes oportunidades no futuro para Nova York e Brasil ”, disse Santamaria.

Desde o início da parceria com o Brasil, a NYNG enviou aviadores da 109.ª Airlift Wing, especializada em voo nas regiões do Ártico e Antártico, para troca de experiencia e informações com aviadores brasileiros. Recentemente fora enviado um militar para a Escola Brasileira de Guerra na Selva.

A parceria brasileira é o segundo relacionamento do Programa de Parceria Estatal de Nova York. Desde 2003, Nova York mantém uma parceria com a Força de Defesa Nacional da África do Sul.

Dez soldados e aviadores da Guarda Nacional do Exército de Nova York estão indo para a África do Sul, em 20 de outubro, para participarem de uma competição de habilidades militares, neste país.

  • Com informações do site dvidshub.net
  • Tradução e Adaptação: DefesaTV


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below