Chega ao fim exercício naval Sino-russo Joint Sea 2019

Foto: Xinhua/Li Ziheng

Após seis dias de operações navais realizado pelas marinhas da China e da Rússia terminou neste sábado (4) em Qingdao, leste da China, o maior exercício naval conjunto entre as duas forças navais. O exercício “Joint Sea-2019”, teve como objetivo as operações conjuntas de defesa naval e aérea, exercícios anti-submarinos e resgate de submarinos dentre outras operações.

Também foram realizadas competições incluindo tiro ao alvo, sniping e prova de obstáculos, bem como intercâmbios culturais e esportivos. Dois submarinos, 13 navios de superfície, além de aviões de asa fixa, helicópteros e fuzileiros navais participaram do exercício.

O exercício cumpriu sua programação e alcançou as metas estabelecidas, atingindo um novo patamar ao tornar os exercícios navais conjunto, mais orientados ao combate real, baseados em informações e padronizados, disse Qiu Yanpeng, diretor-chefe do exercício do lado chinês e vice-comandante da PLA Navy.

A espertice recém-adicionada ao exercício demonstra à confiança de ambos países e a compreensão da filosofia implementada entre as duas marinhas, disse Alexander Vitko, diretor-chefe do exercício do lado russo e vice-comandante-em-chefe da Marinha russa.

Este slideshow necessita de JavaScript.



Receba nossas notícias em tempo real pelos aplicativos de mensagem abaixo:

 

Caso deseje conversar com outros usuários escolha um dos aplicativos abaixo:



Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here