China anuncia planos para produção de um novo caça furtivo de última geração

A Shenyang Aircraft Corporation, subsidiária da empresa estatal Aviation Industry Corp. of China, é a responsável pela produção do caça embarcado J-15 Flying Shark, baseado no caça russo Su-33

blank

A empresa chinesa de aviação, Shenyang Aircraft Corporation, intensificou os trabalhos para produzir um novo caça furtivo para o Exército chinês, afirmando recentemente que neste ano intensificaria a pesquisa e os testes de tecnologias da aeronave.

Segundo o jornal Global Times, a empresa Shenyang anunciou o inicio de esforços sem mencionar o nome da aeronave, contudo as fotos que acompanhavam o anúncio mostravam a aeronave de teste FC-31 Gyrfalcon da empresa.

O editor-chefe da revista Aerospace Knowledge, Wang Ya’nan, afirmou ao Global Times que uma versão aprimorada do FC-31 faz sentido, já que as duas aeronaves existentes são apenas protótipos.

O F-31 está voando desde 2012, e em julho de 2020 o escritório de pesquisa e design da AVIC informou que pretendia iniciar os testes de um “novo tipo de aeronave” para uso naval, juntamente com a Shenyang.

A empresa também ressaltou que está iniciando os trabalhos para a produção de um “caça de próxima geração”, pesquisando tecnologias como adaptação térmica e integração de estrutura e função.

O conceito deverá ser fortemente integrado por computadores, lasers, armas de energia direcionada e ter capacidade furtiva. Acredita-se que o caça esteja operacional em 2035.

  • Com agências internacionais