China detecta 60 aeronaves de vigilância dos EUA perto de suas fronteiras

A detecção se deu durante o mês de setembro. As aeronaves sobrevoaram o mar do Sul da China, o mar da China Oriental e o mar Amarelo

blank

Segundo dados divulgados pelo jornal South China Morning Post, a China detectou durante o mês de setembro, o voo de pelo menos 60 aeronaves de reconhecimento dos EUA próximo de suas fronteiras marítimas.

A maior parte destes voos decolaram  da base norte-americana em Guam, enquanto outras usavam códigos falsos da aviação civil.

blankDestas aeronaves, 41 sobrevoaram o mar do Sul da China, seis foram avistadas no mar da China Oriental e as 13 restantes cumpriram missões de reconhecimento sobre o mar Amarelo, segundo Iniciativa de Sondagem Estratégica do Mar do Sul da China (SCSPI).

A SCSPI indicou que as atividades de reabastecimento aéreo sugerem que os EUA estariam se preparando para realizar ataques aéreos contra alvos no mar do Sul da China a partir de bases distantes, já que diversos aviões partiram de Guam.

blankDe acordo com informações, é “pouco frequente” que os EUA enviem aviões de reabastecimento a partir de bases distantes, pois estas operações não fazem muito sentido quando tem a base aérea de Okinawa, que está mais próxima.

A SCSPI destacou o perigo das atividades de espionagem encobertas, quando seis aviões norte-americanos RC-135S usaram códigos falsos para se fazerem passar por aviões civis.

  • Com agências internacionais

Comments are closed.