Comando do 6º Distrito Naval resgata criança indígena com suspeita de fratura na clavícula

A Marinha do Brasil, por meio do Comando do 6º Distrito Naval (Com6ºDN), após solicitação de apoio do Corpo de Bombeiros, realizou o transporte, na tarde do dia 1º de junho, de uma criança indígena de 8 anos na região de Porto Índio, a cerca de 150 quilômetros de Corumbá-MS.
O menino apresentava suspeita de fratura na clavícula e foi resgatado com o auxílio de uma aeronave do 1º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral do Oeste (EsqdHU-61), organização militar subordinada ao Com6ºDN.
O deslocamento foi feito com acompanhamento de um médico do Hospital Naval de Ladário (HNLa) e na chegada ao heliponto do EsqdHU-61 uma ambulância do Corpo de Bombeiros seguiu com o paciente para a Santa Casa de Corumbá.
A Marinha do Brasil esclarece que o resgate de vítimas, feito por meio de evacuação aeromédica, empregando helicópteros do Com6ºDN, é uma ação de cooperação com o Corpo de Bombeiros e sua realização ocorre eventualmente em locais onde o acesso é difícil ou inviável via terrestre e em caso de comprovada emergência. O voo depende, ainda, de diversos fatores, como condições meteorológicas, período diurno, distância, entre outros.




Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail