Comando Estratégico Operacional da Venezuela fala que EUA fez nova violação de seu espaço aéreo

O Comando Estratégico Operacional das Forças Armadas da Venezuela (Coefanb) revelou nesta quinta-feira (14), que os Estados Unidos voltaram a violar o espaço aéreo do país, utilizando um avião espião.

“Mais uma vez os Estados Unidos violam os tratados aeronáuticos internacionais ao entrar com uma aeronave de vigilância RC-135 na região de informação de voo (FIR) controlada pela República Bolivariana da Venezuela (RBV), sem cumprir os protocolos e colocando em risco a segurança das aeronaves que estavam no espaço aéreo”, falou por meio de uma postagem no Twitter, o Ceofanb, em tom de crítica a Força Aérea dos EUA (Usaf).

Em setembro passado, as Forças Armadas da Venezuela informaram que, somente naquele mês, detectaram 54 voos de aeronaves americanas de exploração radioeletrônica no espaço aéreo venezuelano. O governo do venezuelano fez alegações semelhantes em pelo menos cinco ocasiões.

Venezuela e os Estados Unidos têm relações tensas desde a chegada do chavismo ao poder, em 1999, mas a tensão aumentou em janeiro, quando o governo de Donald Trump reconheceu o líder da oposição Juan Guaidó como presidente interino, assim como quase 60 outras nações. Após a medida levou o presidente Nicolás Maduro a ordenar a expulsão dos diplomatas americanos e a ruptura das relações.

  • Com agências internacionais