Curso de Comando e Estado-Maior do Exército faz levantamento estratégico de área no Centro-Oeste

blank

A comitiva de oficiais-alunos da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (CCEM) está na Região Centro-Oeste do País, desde o dia 19 de agosto, participando de diversas atividades da Viagem de Estudos Estratégicos do CCEM.

Recebidos pelo Comandante Militar do Oeste, General de Exército Lourival Carvalho Silva, na última segunda-feira, os militares, recebem informações sobre a Organização Militar, capacidades e limitações de emprego do CMO, bem como sobre os projetos do Exército Brasileiro em execução no Comando Militar do Oeste.

A Viagem de Estudos Estratégicos do Curso de Comando e Estado-Maior do Exército é uma das atividades de coroamento dos estudos estratégicos no âmbito do curso, onde são ministradas aulas de política, geopolítica, relações internacionais e estratégia.

Em Campo Grande foram apresentados os aspectos militares e geopolíticos das áreas cobertas pelo CMO e suas repercussões para a Segurança e Defesa na região Centro-Oeste.

Na Capital de Mato Grosso do Sul foi realizado, ainda, um Painel Político com a participação da Secretaria Municipal de Governo e Relações Internacionais (SEGOV), visando proporcionar aos oficiais discentes, um panorama político do Estado, com os principais projetos estratégicos e possíveis impactos para a segurança e defesa.

Os alunos também visitaram a Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul (FIEMS), onde foi apresentado um Painel Econômico da região. Na sequência, o grupo seguiu para o Sul do Estado, onde foram debatidos os paradigmas da Defesa nessa região do País e as estratégias militares.

A Segurança e a Defesa na Faixa de Fronteira e o Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON), também foram objetos de debates no painel temático junto ao Comando da 4ª Brigada de Cavalaria Mecanizada, em Dourados, e na apresentação e demonstração no 11º Regimento de Cavalaria Mecanizada, em Ponta Porã.

A Viagem de Estudos Estratégicos do CCEM é realizada para oferecer subsídios aos discentes para futuros trabalhos de comando e assessoria de alto nível, tanto no planejamento de operações militares quando no estudo de problemas estratégicos.

  • Fonte: Comando Militar do Oeste

1 COMENTÁRIO

  1. Acredito que as Forças Armadas poderiam dar um suporte estratégico ao Presidente Bolsonaro, que está precisando assessoramento e escuta para desenvolver o Brasil no cenário mundial, evitando baboseiras e levando a sério o Brasil e o mundo e deixar de agir como se fosse uma “criança” no Poder, respeito conosco cidadãos de bem e seriedade e serenidade no cargo temporário de Presidente da República.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here