Departamento de Educação e Cultura do Exército promoveu a Manobra Escolar 2018

Teve fim no último dia 16, a Manobra Escolar 2018, evento este promovido pela Departamento de Educação e Cultura do Exército (DECEx), onde mais de 4000 militares participam das atividades na região dos Parques dos Cursos, o qual fica nas dependências da Academia Militar das Agulhas Negras. O exercício simula a intervenção de um pais, que passa por uma desordem interna, onde seus governantes não conseguem chegar a um consenso de ajuda a sua população.

Assim, uma ação de ajuda humanitária e de Garantia da lei e da ordem é instaurada. Durante o exercício foram realizadas uma série de instruções para o nivelamento de conhecimentos dos envolvidos, antes de iniciarem a atividade no terreno, como por exemplo:

  • Direção defensiva para motoristas;
  • Instrução aeromóvel;
  • Maneabilidade;
  • Utilização de equipamentos e normas de conduta na simulação tática; entre outras.

Desta forma, buscou-se equacionar o nível de capacidades desenvolvidas durante a atividade simulada, ou seja agregar experiências significativas à formação de oficiais e praças do Exército Brasileiro. O objetivo da Manobra Escolar é que os diversos estabelecimentos de ensino e organizações militares especializados sejam empregados em um quadro tático, previamente estabelecido dentro do contexto de uma Força Terrestre Componente (FTC), em operações de amplo espectro, explorando os atuais conceitos doutrinários. 

Leia mais: Academia Militar das Agulhas Negras dará início nesta segunda-feira a Manobra Escolar 2018

A intenção do exercício é fazer com que as tropas desencadeiem ações rápidas, buscando neutralizar as ações do inimigo dentro de uma Área de Operações, decidindo o conflito no mais curto prazo possível, com o mínimo de danos à integridade nacional e ao meio ambiente. Realizar operações militares de acordo com as leis internacionais e em estreita cooperação com as forças e com outros atores nacionais e internacionais que operam na região. Além disso, o funcionamento da infraestrutura crítica de interesse e a evacuação segura dos que assim o desejarem devem ser garantidos.

Os militares mobilizados estiveram durante 192 horas em atividade no terreno, atiraram com 55.950 cartuchos de munições dos mais diversos calibres, consumiram 14.952 refeições em ração operacional, movimentaram-se em 550 viaturas, que consumiram 23.287 litros de combustível e tiveram à sua disposição 10 aeronaves que executaram 105 horas de voo. Os grandiosos números expressam a preocupação do DECEx em formar exemplarmente seu material humano, sem poupar esforços logísticos e operacionais para que tenham contato com os mais modernos meios e armamentos em utilização pelo Exército Brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below