Dia do Quadro Complementar de Oficiais – 2 de outubro

São militares essenciais a Força Terrestre, onde podemos considerar um mundo em constante evolução

blank

O Exército Brasileiro comemora o Dia do Quadro Complementar de Oficiais (QCO) em 2 de outubro, data da promulgação da Lei Federal nº 7.831, em 1989, que instituiu o novo Quadro com o objetivo de atender às necessidades de pessoal de nível superior para a ocupação de cargos e funções de natureza complementar.

Tal iniciativa representou um marco no processo de transformação da Força, quando se ampliou a aplicação do conhecimento de diversas ciências do meio acadêmico civil em atividades relacionadas à vida castrense.

Maria Quitéria de Jesus, nascida no ano de 1797, em São José de Itapororocas, antiga província da Bahia, foi a primeira mulher a assentar praça em uma unidade militar em terras brasileiras e uma heroína na guerra pela independência, sendo escolhida a patrono do QCO em uma justa homenagem do Exército a essa ilustre combatente.

blankMotivada por ideais de liberdade, incorporou às fileiras do Corpo de Artilharia e teve seu batismo de fogo no combate da foz do rio Paraguaçu, em 1822, durante a Guerra da Independência do Brasil. Nesse conflito, evidenciou coragem, disciplina, patriotismo e amor à profissão, recebendo, como reconhecimento, a condecoração da Imperial Ordem do Cruzeiro, entregue pelo próprio imperador Dom Pedro I.

A Escola de Administração do Exército (EsAEx), criada em 5 de abril de 1988 e sediada na cidade de Salvador (BA), hoje Escola de Formação Complementar do Exército (EsFCEx), foi incumbida da missão de formar os oficiais do QCO.

Esses militares são essenciais para a Força Terrestre, considerando-se um mundo em constante evolução, em que as mais diversas especializações tornam-se fundamentais para o efetivo cumprimento das missões constitucionais atribuídas ao Exército Brasileiro.

O QCO reúne profissionais graduados com excelente formação acadêmica civil, em áreas do conhecimento estratégicas, como administração, estatística, biblioteconomia, ciências contábeis, comunicação social, direito, informática, magistério, pedagogia, psicologia, nutrição e terapia ocupacional, além de enfermagem e veterinária. São especialistas integrados e coesos, que somam esforços para a conquista dos novos objetivos da Instituição no século XXI.

No corrente ano, por meio da Portaria – EME/C Ex nº 349, de 15 de março, foi aprovada a Diretriz para a Transformação das Escolas de Saúde do Exército (EsSEx) e de Formação Complementar (EsFCEx) na Escola de Saúde e Formação Complementar do Exército (ESFCEx) a partir do ano de 2022, transferindo os cursos de formação de médicos, dentistas e farmacêuticos do Rio de Janeiro (RJ) para a cidade de Salvador (BA), com o intuito de proporcionar um ambiente escolar com maior qualidade para a formação desses militares da área de saúde.

O conhecimento adquirido no meio civil aplicado à atividade militar é retratado no símbolo do Quadro, representado pela figura de um triângulo vazado e de um sabre, expressando a correlação entre o saber e a força e integrando o conhecimento acadêmico à arte da guerra, áreas que em nada se opõem, mas se complementam.

Os militares do QCO ingressam na instituição por meio de um disputado concurso público e ficam habilitados para a carreira militar após a conclusão de um curso de formação com duração de 37 semanas, período em que recebem a adequada formação militar.

Na essência das palavras do poeta baiano Castro Alves, eternizadas nas paredes da EsFCEx, “Nem cora o livro de ombrear co’o sabre… Nem cora o sabre de chamá-lo irmão…”, presta-se uma merecida homenagem aos militares formados naquele estabelecimento de ensino que, pelo comprometimento, pela abnegação e pela singular e elevada capacidade técnica, contribuem em diversas especialidades para que o “Braço Forte” esteja sempre de prontidão para atender ao chamado da Nação brasileira.

Integrantes do QCO, orgulhem-se dos exemplos de Maria Quitéria de Jesus, a mulher-soldado, renovando os seus juramentos e dedicando-se, diuturnamente, para que o Exército de Caxias esteja sempre à altura do nosso glorioso Brasil.

Parabéns a todas as gerações do QCO forjadas há 31 anos nas seculares terras baianas!!!

  • Fonte: CCOMSEx