Dois C-130 Hércules da Força Aérea Brasileira transportam 20 toneladas de materiais para ajuda humanitária a Moçambique

A Força Aérea Aérea Brasileira (FAB) enviou nesta sexta-feira (29), duas aeronaves C-130 Hércules com destino a Moçambique transportando mais de 20 toneladas de materiais para assistência às vítimas do Ciclone Idai, neste país africano. Os aviões também vão levar 40 militares da Força Nacional e bombeiros da Polícia Militar de Minas Gerais que ajudarão nos resgates dos atingidos.

A FAB foi acionada na quinta-feira (28) para a missão de assistência humanitária por meio do Ministério da Defesa e por determinação do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.

Major-Brigadeiro Mangrich explica complexidade da missão

“Isso demonstra nossa capacidade de pronta-resposta, mesmo se tratando de uma missão extremamente complexa, que envolve longas distâncias, exige autorizações de sobrevoos em diferentes países, além de outras coordenações”, explica o Chefe do Estado-Maior Conjunto do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), Major-Brigadeiro Ricardo Cesar Mangrich.

A complexidade ressaltada pelo oficial-general também está na necessidade de realizar diversos pousos e decolagens até a parada final, na cidade de Beira, já em Moçambique.  Vinte militares da FAB integram as tripulações das duas aeronaves de carga. “Esperamos poder levar alento em nossa aeronave para a população de Moçambique.

Nos mantemos sempre prontos e em condições de sermos acionados para as mais diversas missões. Dentre elas, as que proporcionam salvar vidas, como esta, são as mais gratificantes”, ressalta o Capitão Aviador Nelson Dias da Silveira Costa, integrante da tripulação do C-130.

Aeronave C-130 é carregada com material para Moçambique

Entre os materiais transportados estão água potável, veículos de transporte como camionetes e botes motorizados, barracas, geradores, torres de energia, macas, equipamentos de mergulho, além de ferramentas como motosserras, pás e enxadas. Um carregamento do Ministério da Saúde também será levado. Ao todo, são seis kits de medicamentos e insumos, totalizando 870 kg, quantitativo suficiente para atender até 3 mil pessoas por um período de três meses, segundo informações do Ministério.

A tragédia

O Idai foi o ciclone tropical mais forte a atingir Moçambique desde o Jokwe em 2008. A décima tempestade nomeada e o sétimo ciclone tropical da temporada no Índico Sudoeste de 2018-2019, o Idai originou-se de uma depressão tropical que se formou na costa leste de Moçambique em 4 de março. Cerca de 3 milhões de pessoas foram afetadas no sudeste da África, cujas autoridades já contabilizam mais de 700 mortos.

Mais suprimentos em Belo Horizonte

As duas aeronaves C-130 Hércules que integram a missão de assistência humanitária do Brasil em apoio às vítimas do ciclone Idai, em Moçambique, decolaram por volta das 18h desta sexta-feira (29) do Rio de Janeiro (RJ). O primeiro pouso foi em Belo Horizonte (MG), onde embarcaram militares da Força Nacional e dos Bombeiros de Minas Gerais, além de materiais e equipamentos.

Da capital mineira as aeronaves seguem para Recife (PE), onde haverá a troca das tripulações para que os aviões possam prosseguir ao continente africano, com previsão de pernoite em Luanda, na Angola. “Preparamos as aeronaves para que tudo estivesse em condições de realizar o transporte da tripulação e do material com segurança”, disse o Major Aviador André Nicolazzi da Rocha, um dos tripulantes da missão.

Vinte bombeiros do Estado de Minas Gerais estão a bordo da aeronave para ajudar nos resgates às vítimas. O Chefe do Estado Maior do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, Coronel Erlon Dias do Nascimento Botelho, destaca que a parceria com a FAB e outros órgãos é fundamental para o cumprimento da missão.

“O primeiro passo a ser dado é contar com o apoio e cooperação de diversos órgãos e a FAB, principalmente, no apoio de transporte, do controle aéreo, como nos ajudou nas buscas às vitimas da tragédia em Brumadinho. Esse apoio é essencial para que possamos ajudar quem necessita”, comentou.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Fonte: Cecomsaer

6 COMENTÁRIOS

  1. Estamos todos de parabéns ajudar nossos irmãos,que o senhor abençoe cada um que participa desta ação. Que possamos ajudar mas e mais e o que senhor nos de condições. Parabéns a todos os homens que deixaram suas famílias em pró de outras pessoas concertesa Deus já abençoou.

  2. Está claro que o irmão do comentário acima, não conhece o povo moçambicano e muito menos o povo brasileiro, para fazer uma alusão dessas em relação a ajuda que vai para Moçambique. Neste momento o povo moçambicano está Infinitamente Mais necessitado que o brasileiro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below