Dossiê EURONAVAL 2018

Imagens via Euronaval

A EURONAVAL em sua edição de aniversário de 50 anos mais uma vez se consolida como um dos principais eventos do setor e mantem a liderança em referẽncia de apresentação de novas tecnologias e fomentação de negócios do setor.

Os assuntos e eventos internos da Feira são tantos que tornariam uma matéria extremamente extensa ou divisível em várias partes, então apresento-vos uma visão geral dos que são considerados pelos próprios organizadores como a melhor seleção de temas que aconteceram ou foram fomentados para o futuro graças à realização do evento ou que já estavam em curso mas conseguiram fortalecer sua imagem graças a divulgação na EURONAVAL 2018.

A EURONAVAL 2018 terminou nessa sexta feira, dia 26, com saldos extremamente positivos, principalmente no tocante à presença de autoridades de 142 delegações oficiais (102 de países fora da França), 60 representantes de Orgãos Internacionais diversos, 34 expositores de nações extrangeiras e pela primeira vez desde sua criação em 1968, o evento recebe a visita do Presidente da República Francesa, acompanhado da Ministra da Defesa Florence Parly e da Secretária de Estado Geneviève Darieussecq, e todos eles permaneceram por pelo menos 4 horas no Salão efetuando encontros com empresários do setor e autoridades de delegações de nações extrangeiras.

Na parte de eventos internos os destaques principais foram:

– Um congresso internacional de apresentação do evento, na véspera do dia de abertura oficial que contou ccom a presença de mais de 600 presentes no auditório.

– O anúncio do lançamento dos estudos dos projetos de renovação dos substitutos do porta-aviões para a Marinha Francesa, efetuado pelo Ministére des Armées (Ministério da Defesa).

– O anúncio de criação de uma empresa conjunta da cooperação entre o NAVAL GROUP (França) e a FINCANTIERE (Itália).

– A confirmação do programa FLOTLOG para os futuros navios da Marine Nationale (Marinha Francesa) fruto de acordos bilaterais entre França e Itália.

– O reforço de parcerias entre França e Austrália para a continuidade dos programas dos contratos de fornecimento de submarinos já existente entre as duas nações.

– A celebração do aniversário de 170 anos do Grupo LACROIX, fornecedora do sistema de munição Seaclad.

Também merece o devido destaque o evento interno do Salão, o “Navire des Métiers et l’espace SEAnnovation” que realizaram uma grade ação de recrutamento de profissionais de todos os setores ligados aos interesses da industria naval na França e a fomentação de empresas (Start-Ups)em inovação, já que o setor está já a algum tempo em pleno crescimento e a previsão de continuidade desse crescimento aumentará em muito a demanda de profissionais especializados para as áreas mais diversas nas industrias e serviços ligadas ao desenvolvimento e produção naval.

Números gerais da EURONAVAL 2018:

– 480 expositores, com 60% de empresas extrangeiras.

– 34 países reunidos.

– 142 delegações oficiais.

– 11 pavilhões nacionais

– 13 Ministros de Estado presentes.

– 29 Chefes de Estado Maior & Comandantes de Marinhas Nacionais presentes.

– 25 mil visitantes.

– Aproximadamente 900 encontros realizados.

– 300 estudantes recebidos no evento de recrutamento e formação profissional “Navire des Métiers”.

– 350 jornalistas recebidos.

– 18 mil metros quadrados de área de exposição.

Dossier Euronaval 2018

25/10 : Thales :Atualidades sobre tecnologias de sonares.

A guerra anti-submarina retoma depois de alguns anos um lugar central nas estratégias navais. Existem mais de 400 submarinos em serviço ativo e com outros 150 em construção por diversas nações, nunca antes a ameaça bélica submarina foi tão ativa desde a guerra fria. E a variedade de ameaças está potencializada devido ao grande número de nações não alinhadas que incrementam ou se iniciam nessa área de guerra naval.

A apresentação de uma série de novas tecnologias em sistemas de detecção produzidos pela empresa francesa Thales coloca a França em posição de destaque entre os poucos países que possuem essa tecnologia restrita.

25/10 : Fusiliers-marins : Começam as construções das novas embarcações VPDMP.

 A construção das primeiras 12 embarcações  táticas para defesa marítima e portuária (VPDMP) destinaas aos fuzileiros navais franceses começou nos estaleiros da UFAST em Quimper. A cabeça de série do programa começou no início do ano e tem previsão de entrega da primeira embarcação no verão de 2019 para a Força de Commandos dos fuzileiros navais franceses (FORFUSCO).

25/10 : Airbus :Novas tecnologias em aeronaves automatizadas para vigilância marítima global.

O conjunto de competências do grupop Airbus apresenta uma solução global em matéria de vigilância marítima, com sistema de gestão inteligente de sensores instalados em diversas posições que vão da costa ao espaço. O sistema de monitoramento tem aplicações que vão além do emprego militar tais como tráfego marítimo, comunicações, danos ambientais e tragédias naturais que possam oferecer riscos à circulação marítima, ambientes portuários e offshore.

25/10 : Alseamar:Novas boias de comunicação para submarinos.

As bóias submarinas são atualmente um dos principais acessórios de auxílio a comunicação e navegação para submarinos de Marinhas de todo o mundo, e de acordo com as novas tecnologias de miniaturização e automação esse tipo de equipamento vem “à tona” como um diferencial no auxílio de operações navais submersas militares e civis.

25/10 :Naval Group: Pilhas de combustível alcançam 5 mil horas de funcionamento.

Avec sa pile à combustible de nouvelle génération, aujourd’hui prête à l’emploi, Naval Group propose une vraie avancée technologique pour augmenter l’autonomie en plongée des sous-marins conventionnels.

Après une dizaine d’années de recherches, l’industriel français a mis au point ce système baptisé FC-2G (Fuel Cell de seconde génération). Comme le MESMA, premier AIP développé par Naval Group, cette innovation est proposée sous forme de module autonome. Le système est logé dans un tronçon de…

25/10 : Marine Nationale: Novos balões cativos para treinamento de tiro.

A Marinha Francesa no seu setor de  experimentação começa a testar seus novos meios de treinamento de tiro embarcado antiaéreo, utilizando para esse fim uma diversidade de balões cativos especialmente concebidos para a finalidade. Sujeitos à ventos e intempéries, assim como previstos para possível reutilização que economiza gastos, a ciência do uso e desenvolvimento de aerostatos multiemprego fabricados pela ANSA cresce a cada temporada.

25/10 : Euroflir 410 : Equipamentos optronicos para drones e helicópteros.

A futura versão para uso de forças especiais do helicóptero NH-90 será equipada com sistemas “Eurofly’eye” como foi anunciado pela DGA – Diréction Generale de l’Armement, o Sistema desenvolvido pela SAFRAN Eletronics & Defense é composto de quatro pares de captadores que permitem uma visão de 200 graus. Em complemento ao sistema, há também o equipamento optrônico giroestalibilisado que pode ser usado em complemento à outros sistemas de vigilãncia e navegação da aeronave tais como o Euroflyr 410. 

25/10 : FLOTLOG :Acordo franco-italiano assinado.

 Em encontro realizado durante a EURONAVAL 2018, a Ministra da Defesa da França Florence Parly e sua homologa italiana Elisabetta Trenta, foi assinado um acordo bilateral que concerne todas as tratativas da construção em parceria de embarcações logísticas para a Marinha Naciona Francesa. O programa de nome FLOTLOG fecha a encomenda inicial de 3 navios com opção para mais 1 ou 2 suplementares, e, as primeiras entregas estão previstas para 2022.

25/10 : DriX : Drone Xblue apresenta  homologação para aplicações militares.

O drone marítimo de superfície “DriX” foi inicialmente desenvolvido para aplicações hidrográficas de uso civil, mas agorafoi desenvolvida a sua versão de emprego militar pela empresa IXBLUE, que recentemente obteve sua homologação para usos específicos de atividades de batimetria, posicionamento e geolocalização, entre outros.

25/10 : Safran:Noviades em centrais inertes. 

Desde os anos 70 a SAFRAN Eletronics & Defense é reconhecida como expert emtecnologias inerciais na área de mecânica, óptica e ressonância. Com tudo isso a SAFRAN é a  líder européia na área de desenvolvimento e fabricação de sistemas para uso terrestre, naval e aeroespacial. Para a área naval foram apresentadas uma gama variada de equipamentos inerciais a base de tecnologia RLG que hoje são referẽncias mundiais.

24/10 :Lançamento do futuro projeto do novo porta-aviões francẽs.

Como foi anunciado no começo do mês, o governo francês lançou oficialmente o programa de estudos para a construção de um substituto ao porta-aviões Charles de Gaulle. A Ministra da Defesa Florence Parly escolheu a EURONAVAL como local para o anúncio oficial, aproveitando a presença do Presidente da República Francesa em prestígio à comunidade da construção naval européia presentes ao evento.

24/10 : Ufast: Empresa se concentra em embarcações interceptadoras.

Após a encomenda de 12 embarcações VPDMP para a Força de Commandos dos Fuzileiros Navais Franceses (FORFUSCO) o estaleiro Ufast, na cidade de  Quimper decide de se concentrar no mercado de embarcações leves para patrulha rápida e interceptação costeira. Foi desenvolvido um primeiro modelo, o ITC 35, com 36 metros em design “Camarc” e plataforma multimodo, grande o suficiente para transporte de equipes de forças especiais e armamento de combate antinavios de pequeno porte e com motorização de alta performace para interceptar embarcações de alta performace.

24/10 : MBDA apresenta o novo MMP naval.

A MBDA lançou nessa edição da EURONAVAL uma plataforma de defesa navalizada do seu míssil anticarro MMP. A plataforma foi amplamente testada em ambiênte quente a partir de embarcações da Marinha Francesa na costa do Djibouti no começo do mês de outubro, atingindo uma série de índices satisfatórios para sua homologação final.

24/10 : CMN:Apresenta novidades em embarcações de desembarque.

O construtor naval CMN de Cherbourg se relança ao mercado de embarcações para operações anfíbias. A empresa já forneceu embarcações dessa categoria para a Marinha Francesa desde os anos 80, e, agora revela seus novos projetos para embarcações de até 70 metros de comprimento com capacidade para transporte de carros de combate de diversas categorias.

24/10 : Kership apresenta seu novo OPV de 58 à 75 metros.

Empresa parceira do NAVAL GROUP, a Kership continua a ampliar sua gama de embarcações de patrulha e apresenta suas novidades em embarcações de 58, 70 e 75 metros. São novos modelos que possuem a capacidade de integração de armamentos diversos para engajamentos em conflitos convencionais ou assimétricos.

24/10 : Torpedos : a parceria franco-italiana em desenvolvimento e fabricação.

Dentro da parceria entre NAVAL GROUP e FINCANTIERI em suas bases de cooperação industrial e comercial, um outro projeto franco -italiano começa sua implementação do projeto “Marlin”, projeto esse para o desenvolvimento e fabricação de torpedos de nova geração

23/10 : IPD :Novas tecnologias em defesa naval aproximada.

Dentro da área de autodefesa naval, não importa de usando modernos recursos de detecção ou apenas o olho humano, a sistemática de detecão de alvos em conjunto com sistemas de armas evolui sem parar e desde o emprego do primeiro binóculo até a variedade de equipamentos de visão ampliada, intensificadores e inframvermelhos, hoje existe de tudo um pouco para vos dar a “visão além do alcance”…

23/10 : Couach reduz sua gama de interceptadores.

 O Estaleiro COUACH é um dos conhecidos construtores navais que são referencia na áres de embarcações rápidas de interceptação na categoria de 11 a 17 metros, costruídos em ampla variedade de materiais e equipados com os mais diversos tipos de motorização e acessórios em embarcações que podem passar dos 50 nós.

23/10 : Dassault vende 5 aeronaves  Falcon 2000 MSA ao Japão.

Dentro da proposa do programa AVSIMAR da Marinha Francesa, o novo avião de patrulha e vigilância marítima da Dassault Aviation encontra um novo sucesso com seu primeiro cliente extrangeiro, as Forças de Aurtodefesa do Japão. A encomenda inicial será de 5 aeronaves destinadas para a Guarda Costeira do Japão.

23/10 : Alseamar lança um novo veículo de tração submarino para mergulhadores de combate.

 A empresa francesa ALSEMAR lança seu novo veículo de tração submarina, equipamento esse usado por mergulhadores profissionais e mergulhadores de combate. Conhecido pela sigla SLV (subsea light vehicle) o mesmo pode transportar até dois mergulhadores e material de trabalho por dezenas de milhas sem precisar vir a superficie. A ALSEMAR é reputada por ter mais de 10 anos de experiência no desenvolvimento e fabricação desse tipo de equipamento.

23/10 : RAPIDFire Naval : O primeiro CIWS de fabricação francesa.

Uma das maiores novidades em equipamento de defesa para embarcações foi apresentado pela THALES/NEXTER, que nessa edição da EURONAVAL revelou a versão navalizada do canhão RapidFire no calibre 40mm. Homologado desde 2014 para uso das forças terrestres britãnicas e francesas esse canhão equipará os veículos blindados Jaguar. Devido as crescentes inovações, o Rapid Fire 40mm já se mostra como a alternativa mais adequada para defesa de ponto de embarcações diversas.

23/10 : A320neo MPA : O avião  de patrulha  maritima da Airbus. 

Desde maio desse ano a França e Alemanha se empenham no seu projeto de cooperação para a substituição de suas aeronaves Atlantique 2 e P-3C Orion até 2030 ou antes. O grupo Airbus apresentou suas novidades dentro do programa da versão militar do seu conhecido birreator civil A-320, que terá seu raio de ação ampliado e com modificações estruturais que permitirão a instalação de enorme variedade de equipamentos para uso nas atividades de guerra submarina e atividades correlatas.

23/10 : Os novos conceitos de projetos em submarinos da Naval Group.

Durante mais de um ano, os engenheiros de NAVAL GROUP se empenham em apresentar o projeto do novo conceito de submarinos do futuro. O trabalho que aparenta ser simples para uma embarcação “conceito” foi conduzido como se fosse um programa real que acaba por iniciar o que será o padrão para a construção naval de submarinos em um futuro próximo.

23/10 : Leurres : Lacroix entrega sua 10.000a  munição Seaclad.

 Especialistas de sistemas de autodefesa para todos os campos, o grupo frances Etienne Lacroix anunciou no salão EURONAVAL 2018 que os mesmos esntregaram sua munição de número 10 mil da familia SEACLAD. Essas munições para uso em despistagem de rastreio por mísseis orientados or calor são controlados por um sistema computadorizado específico, o  SYLENA, aue trabalha em interfaces com os mais variados tipos de equipamentos embarcados de detecção, o que possibilita a instalação em diversos tipos de aeronaves em uso na atualidade pelas forças armadas de diversos países.

23/10 : Thales apresenta um radar  4D AESA para embarcações de pequeno porte.

 O sistema de radar NS50 – 4D AESA da THALES é uma das grandes novidades apresentadas na EURONAVAL 2018 na gama de equipamentos tecnolóicos de ponta para embarcações de pequeno porte. Esse novo radar de antena ativa, é dedicado para vigilância de superfície e aérea, e, para codução de tiro em ambas as situações. O equipamento possui dimensões bem reduzidas, formato aerodinamizado e peso reduzido ao extremo.

23/10 : Ocea : Um novo OPV de 72 metros.

O construtor frances OCEA apresenta  sua nova embarcação de 72 metros na categoria de navios de patrulha marítima, o OPV 30 qu e’construido inteiramente em alumínio com tratamentos especiais anticorrosão.

Nossos agradecimentos ao Serviço de imprensa da EURONAVAL pelas imagens e informações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below