Empresa aérea especializada negocia compra de caças F-16 de Israel

blank
Imagem via Top Aces Canadá.

O Ministério da Defesa de Israel está em negociações para vender 29 caças F-16A / B ‘Netz’ desativados para a empresa aérea especializada canadense Top Aces. O negócio gira em torno de US $ 100 milhões (aproximadamente US $ 3,5 milhões por aeronave) e está definido para ser o maior de seu tipo.

Essas aeronaves foram adquiridas pela Força Aérea Israelense no final dos anos 1970 e a última delas foi retirada de serviço em 2016 . Os F-16 são amplamente testados em batalha devido às várias operações nas quais a Força Aérea Israelense participou.

Entre as operações de combate mais conhecida efetuadas pelos F-16 israelenses está a Operação “Opera”, na qual os Nezts destruíram um reator nuclear no Iraque em 1981 voando “em espaço aberto” contra as baterias antiaéreas SAM. Também no mesmo ano, um Netz destruiu um helicóptero Mil-Mi 8 sírio como a primeira aeronave abatida por um F-16 no mundo.

Em 1982 esses caças F-16 A / B participaram da primeira Guerra do Líbano, abatendo 82 caças sírios entre AAF MiG-21 e MiG-23.

Israel retirou a variante A / B do tipo após a introdução do C / D mais moderno. Posteriormente, o país colocou à venda quarenta caças Netz, que também são de interesse da Croácia.

A Top Aces já anuncia há algum tempo a entrada do F-16 em sua frota, conforme informações divulgadas desde o mês de abril de 2020 e o assunto já era amplamente conhecido e discutido nos círculos de especialistas civis e militares durante os encontros formais e informais do SIAE em Le Bourget de 2019.

“Como parte de sua futura frota, a Top Aces pretende apresentar o F16 que é considerado por muitos como o caça mais ágil de sua geração. Sua velocidade superior, aceleração, manobrabilidade, pequeno visual e assinatura de radar, e capacidade de integração avançada sensores e sistemas de ameaças o tornaram a aeronave preferida das frotas da USAF e USN Aggressor desde 1988 “, afirma a empresa.

Se o negócio for finalizado, os ex-IAF F-16s se juntarão às aeronaves Alpha Jet e Skyhawk da Top Aces para fornecer serviços aéreos especializados de adversários de combate aéreo aos clientes da empresa.

A Top Aces tem mais de 40 pilotos de caça que vêm das forças armadas canadenses, alemãs e americanas e 80% deles são graduados da Top Gun Fighter Weapons School.

No ano passado, a Força Aérea dos EUA assinou um contrato com a TopAces, e o futuro F-16 A / B poderia ser usado como um exercício conjunto com a Força Aérea dos Estados Unidos. A empresa também oferece serviços de treinamento para as Forças Aéreas Canadense e Alemã e já treinou mais de 80.000 horas de vôo em todo o mundo.

blank
Fonte:http://www.sibat.mod.gov.il/
  • Com informações da TOP ACES Canadá & Agência Internacional de Cooperação em Defesa (SIBAT) do Ministério da Defesa de Israel via redação Orbis Defense Europe.