Empresa Exosonic apresenta concepção artística do futuro avião presidencial dos EUA

A empresa tem a missão de criar as especificações do futuro avião, levando em conta algumas variáveis como potência, peso, dimensões, sistemas de comunicação e layout da cabine.

blank

A empresa norte-americana Exosonic, encarregada pelo Pentágono de desenvolver o protótipo de um novo avião presidencial supersônico, apresentou em um tour virtual as características internas da futura aeronave presidencial.

Em setembro de 2020, a Força Aérea dos EUA entregou um contrato de 24 meses no valor de US$ 1 milhão (R$ 5,7 milhões) à “start-up” aeroespacial Exosonic, para o desenvolvimento de uma aeronave supersônica, capaz de transportar 31 passageiros e podendo alcançar velocidade de 2.220 km/h.

Um avião com a velocidade de Mach 1,8 poderia transportar o presidente norte-americano por todo o mundo em metade do tempo gasto atualmente.

A designer-chefe de interiores de aeronaves da empresa Exosonic, Stephanie Chahan, explicou ao periódico Daily Mail que um dos pontos fortes neste caso é a flexibilidade da cabine para acomodar uma grande variedade de passageiros, diferentemente do atual avião presidencial da Casa Branca.

O protótipo conta com dois cômodos privativos, com luxuosos móveis e materiais, que incluem bancadas de quartzo e um tapete feito de lã e seda. O primeiro cômodo para negócios pode abrigar três passageiros e permite realizar videoconferências durante o voo.

Já o segundo é destinado ao pessoal e aos convidados, podendo acomodar oito passageiros que podem trabalhar juntos e descansar. Esta seção tem assentos que se convertem em uma espécie de cama, permitindo que os passageiros durmam a bordo da aeronave.

O avião presidencial também possui 20 assentos da classe executiva e conta com dois banheiros. Estima-se que a aeronave realize seu primeiro voo na década de 2030.

  • Com agências internacionais