Escritório de Projetos do Exército e ABIMDE promovem apresentação sobre projetos e aquisições para 2019

blank

No dia 11 de dezembro, a Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança (ABIMDE) realizou sua plenária mensal em conjunto com o Escritório de Projetos do Exército (EPEx), configurando a 1ª Reunião de Integração do Portfólio Estratégico do Exército Brasileiro e a Base Industrial de Defesa e Segurança do Brasil. O evento ocorreu no Teatro Poupex, localizado no Setor Militar Urbano de Brasília, e teve como objetivo apresentar para essas indústrias, os projetos, planejamentos e nichos de mercado gerados pelo Exército Brasileiro, de curto, médio e longo prazo e prepará-las para atender as necessidades da Força.

A abertura da reunião foi feita pelo presidente da ABIMDE, Frederico Aguiar, que falou sobre a importância e o orgulho de realizar, ao lado do EPEx, esta última reunião de 2018 entre a Associação e suas associadas. Na sequência, teve início a apresentação do Chefe do EPEx, General de Brigada Ivan Ferreira Neiva Filho, que definiu o encontro como uma excelente oportunidade de interação entre a BID e o Exército e de preparação por parte das empresas para atender as possíveis demandas da Força.

Leia também:



“O que trouxemos foi uma previsibilidade, uma noção do que pretendemos adquirir nos próximos anos, visando dar à indústria a chance de se capacitar para atender as nossas necessidades. Fizemos isso com o maior grau de precisão possível e nos comprometemos a aperfeiçoar, a dar novas informações aos empresários, conforme as confirmações forem surgindo”, pontuou o General Neiva enfatizando que as informações foram transmitidas de forma muito transparente e deixando claro que ainda não há garantias de cenários, sobretudo no que diz respeito à disponibilidade orçamentária.

“O processo orçamentário de 2019 ainda não está fechado, mas apresentamos as demandas do Exército, de acordo com a continuidade dos trabalhos que precisamos dar. Então, um cenário semelhante ao que apresentamos neste evento deve se concretizar e, com base nele, a indústria já pode se orientar”, disse o General. Confira alguns produtos, serviços e tecnologias demandados atualmente e que devem continuar sendo adquiridos:

 Radares de Vigilância Terrestres e Aérea

  • Sensores passivos e ativos
  • Mísseis, foguetes e munições
  • Defesa Cibernética – segurança de rede
  • Equipamento individual

Entre as autoridades militares presentes no evento estavam Oficiais-Generais e Oficiais da Ativa e da Reserva do Exército; como o General João Chalela Júnior, 4º subchefe do Estado-Maior do Exército; Gerentes e Supervisores dos programas do Exército; e subchefias do Estado-Maior e dos órgãos de Direção Setorial e Operacional. O Vice-Presidente da ABIMDE, Celso José Tiago, fez o encerramento do evento, reforçando a parceria entre a Associação, o Exército Brasileiro e a Base Industrial de Defesa e Segurança, destacando a existência de um objetivo comum que é o atendimento das expectativas da sociedade brasileira. 

*Com informações da ABIMDE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here