Esquadrilha da Fumaça encanta público em celebração no Alvorada

blank

Enquanto isso, uma aeronave C105 Amazonas despejava paraquedistas, que traziam bandeiras da Forças Armadas e do Brasil. Esta última foi entregue a Bolsonaro e, então, deu-se início à execução dos hinos em meio a uma salva de 21 tiros de canhão. No ar, a fumaça verde e a amarela soltas pelos paraquedistas se misturavam dando um tom alaranjado que combinava com as cores do céu ainda em alvorada.

blank
Cerimônia comemorativa do 7 de Setembro, no Palácio da Alvorada. – Marcelo Camargo/Agência Brasil

Uma segunda leva de paraquedistas apresentou aos presentes um exercício militar, no qual se posicionaram de forma a dominar um perímetro do gramado do palácio.

Anunciou-se, então, a chegada daquela que, em todas as apresentações do 7 de setembro, é a que mais agrada ao público: a Esquadrilha da Fumaça – que, a quase 3 mil metros do solo, já chega mostrando a que veio e escreve, no céu sem nuvens do planalto, “Ordem e Progresso”. O lema da bandeira desperta, de imediato, os aplausos da plateia.

Enquanto o público tinha os olhos voltados para o céu de Brasília, o presidente Jair Bolsonaro dirigiu-se ao Rolls-Royce e retornou ao Palácio do Alvorada para se preparar para o dia de manifestações na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, e em São Paulo.



Fonte