Estados Unidos desenvolvem míssil ‘secreto’ que não gera explosão

O míssil RX9, é uma versão do conhecido Hellfire

Supostamente concebido durante o governo Barack Obama, com objetivo evitar morte de civis durante as operações norte-americanas no Afeganistão, Paquistão, Iraque, Síria, Somália e Iêmen. O Míssil RX9, fora desenvolvido para lançar ataques aéreos específicos contra terroristas, bem como contra líderes terroristas “sem explosões”, diz o Wall Street Journal.

Fontes do governo dos EUA, afirmaram mais de forma anônima, que a utilização do novo míssil de alta precisão ajudará a “reduzir drasticamente” os danos, além de minimizar as chances de morte de civis, informa o jornal.

“O míssil é uma versão modificada do conhecido Hellfire, (…) o R9X é projetado para lançar mais de 45 Kg de metal para eliminar seu alvo, sem danificar propriedades ao redor”, segundo as fontes.

O R9X tem como alvo terroristas, que fogem dos ataques aéreos e “se escondem entre mulheres e crianças para permanecerem no anonimato. ” Além disso, o jornal enfatiza que tanto o Pentágono quanto a CIA já utilizaram o armamento, “mantendo cuidadosamente o sigilo de sua existência”.

O míssil foi, supostamente utilizado ao menos duas vezes: uma vez na Síria em fevereiro de 2017 e outra no Iêmen em janeiro deste ano. “Um Hellfire, mede pouco amis de 1,5 metro e pesa 45 kg, geralmente deixa para trás rastros junto área atingida, além de marcas de queimaduras em um grande raio de alcance. Já o R9X não deixa qualquer resquício “, afirmam as fontes.

O número de civis atingidos no Afeganistão em 2018 é o maior em um período de seis meses desde que começaram a ser contados sistematicamente em 2009, conforma a Missão de Assistência da ONU no Afeganistão (Unama). Entretanto, os EUA negam a morte de civis durante suas missões contra os militantes do Talibã no Afeganistão.

  • Com informações de agências de notícias internacionais


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here
Enter the text from the image below