Estados Unidos não deverá retornar ao Tratado de Céus Abertos com a Rússia

A vice-secretária de Estado, Wendy Sherman, informou à Rússia que os Estados Unidos não têm planos de voltar a assinar o acordo do qual o ex-presidente, Donald Trump, se retirou.

blank

Google News

A agência de notícias Associated Press, noticiou que o governo dos EUA informaram à Rússia nesta quinta-feira (27) que não existe a intenção do país no Tratado de Céus Abertos.

O Tratado de Céus Abertos foi assinado em 1992 e entrou em vigor dez anos depois, permitindo que os 34 países-membros realizassem voos de observação desarmada no espaço aéreo um do outro.

No início do dia, o porta-voz russo, Dmitry Peskov, afirmou que o tempo estava se esgotando para Washington reconsiderar sua recusa em participar do Tratado de Céus Abertos.

Ele ainda acrescentou que a questão poderia ser discutida durante a próxima cúpula EUA-Rússia, quando os presidentes Vladimir Putin e Joe Biden se encontrarão em uma reunião, em 16 de junho, em Genebra.

O impasse

O Tratado de Céus Abertos foi assinado em 1992. Os EUA anunciaram sua retirada unilateral do tratado em maio passado, e concluíram o processo em novembro, citando supostas violações por parte da Rússia, que negou qualquer acusação.

Em dezembro, Moscou disse que também se retiraria se outros signatários se recusassem a garantir o não compartilhamento de dados de seus voos de observação sobre o território russo com os EUA. O governo russo iniciou o procedimento de retirada em 15 de janeiro.

  • Com agências Internacionais


Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Assine nossa Newsletter


Receba em seu e-mail as últimas notícias do DefesaTV, é de graça!

Assista nosso último episódio: