Estudantes de saúde podem ser convocados ao alistamento militar

Imagem via Ministério da Defensa.

Google News

O alistamento militar oferece condições especiais para a prestação do serviço obrigatório por estudantes de medicina, farmácia, odontologia ou veterinária. Ao completarem 18 anos, todos os cidadãos do sexo masculino devem se apresentar nas organizações militares, mas o ingresso nas Forças Armadas pode ser adiado para alunos dos cursos citados, conforme a Lei Nº 5.292, de 8 de junho de 1967.

O coordenador da Seção de Serviço Militar no Ministério da Defesa, Coronel Márcio Limieri de Lima, explica que os jovens prestarão o serviço militar no último semestre da faculdade ou quando recém-formados. Ele destaca que é um direito ao adiamento e não à dispensa definitiva do serviço. “Os formandos devem verificar se há alguma pendência na organização militar mais próxima. Quem teve sua incorporação adiada, deverá participar de um processo seletivo para servir a pátria como Oficiais na área de saúde”, orienta o Coronel.

As mulheres, diplomadas em um dos quatros cursos, também podem prestar o serviço militar em organizações da Marinha, do Exército ou da Aeronáutica, mas na condição de voluntárias. Apenas em situação de guerra, elas serão convocadas de modo obrigatório, assim como profissionais religiosos.

A expectativa é que em março, cerca de 2.300 médicos, farmacêuticos, dentistas e veterinários sejam incorporados às Forças Armadas. O Coronel Limieri esclarece que esses profissionais prestarão serviço por tempo determinado. “Eles permanecem por um período de um ano e chegam ao final do ano no posto de tenente. E ao término desse período, havendo interesse de ambas as partes, eles poderão continuar por mais sete anos”.

Neste ano, o alistamento militar para os diplomados ocorrerá entre 23 de agosto a 30 de novembro no site www.alistamento.eb.mil.br. No caso do público geral, a inscrição iniciou em 2 de janeiro e segue até 30 de junho.

Alistamento no Serviço Militar ocorre até 30 de junho: confira as etapas seguintes

Os jovens do sexo masculino que completam 18 anos em 2021 devem realizar o Alistamento Militar Obrigatório até 30 de junho. A inscrição é feita no site www.alistamento.eb.mil.br. Ao acessar a página, é necessário informar o número do CPF para validação dos dados pessoais.

Após realizar a inscrição, o candidato pode acompanhar, no mesmo site, o dia, o horário e o local para comparecer na Comissão de Seleção.

Quem não tiver facilidade de acesso à internet, pode procurar a Junta de Serviço Militar (JSM) mais próxima portando certidão de nascimento e comprovante de residência. Caso tenha feito o alistamento na JSM, ele deve verificar atrás do documento as informações necessárias para próxima apresentação.

Etapas seguintes

A primeira seleção ocorre entre os meses de fevereiro e novembro deste ano. Aquele que não for selecionado nessa fase recebe o Certificado de Dispensa de Incorporação.

Na próxima etapa, realizada em 2022, é feita uma seleção complementar, as Forças Armadas avaliam os jovens considerados aptos a fazer parte dos quadros da Marinha, do Exército ou da Aeronáutica.

O coordenador da Seção de Serviço Militar no Ministério da Defesa, Coronel Márcio Limieri de Lima, explicou como funciona essa etapa. “Fazemos novamente um processo seletivo, os jovens são submetidos a testes físicos, exames psicológicos e exames médicos. Aqueles aprovados em melhores condições serão incorporados às Forças Armadas”, esclareceu.

Michael Nascimento da Costa realizou o alistamento em 2020. Ele foi aprovado nas fases anteriores e está confiante para ingressar no Serviço Militar. “Pretendo seguir carreira nas Forças Armadas e fazer os concursos que a instituição proporciona aos jovens” disse.

A última etapa do processo de recrutamento é a incorporação, ato de inclusão do jovem em uma organização militar das Forças Armadas. Os primeiros dias desse período destinam-se a familiarizar o jovem com a rotina e as práticas comuns ao ambiente militar. Nesse período, o recruta inicia a prática de atividades físicas, adquire noções de hierarquia, disciplina e civismo.

Neste ano, a expectativa do Ministério da Defesa é receber cerca de 1,4 milhão de inscrições. Em 2020, aproximadamente 1,2 milhão de jovens alistaram-se. Desses, aproximadamente 70 mil foram incorporados em organizações militares da Marinha, do Exército ou da Aeronáutica.

  • Fonte: Ministério da Defesa/Centro de Comunicação Social da Defesa (CCOMSOD). Fotos: Divulgação/ Ministério da Defesa.


Receba nossas notícias em tempo real nos seguindo pelos aplicativos de mensagem abaixo:

Assine nossa Newsletter


Receba todo final de tarde as últimas notícias do DefesaTV em seu e-mail, é de graça!

Assista nosso último episódio: