EUA anunciam que teste com míssil hipersônico fora bem-sucedido

O Pentágono anunciou nesta sexta-feira (20) que realizou com êxito o teste de um míssil que voou a velocidades hipersônicas, mais de cinco vezes a velocidade do som, ou Mach 5, uma arma que pode potencialmente aniquilar os sistemas de defesa de um adversário.

O teste seguiu o primeiro experimento de voo conjunto entre o exército e a marinha dos EUA, em outubro de 2017, quando o míssil protótipo demonstrou que poderia deslizar na direção de um alvo na velocidade hipersônica.

“Hoje validamos nosso projeto e agora estamos prontos para passar para a próxima fase para implantar uma capacidade de ataque hipersônico”, afirmou o vice-almirante Johnny Wolfe em comunicado.

As armas hipersônicas podem levar a uma guerra de mísseis, e particularmente a uma guerra nuclear. Algo visto por muitos como aterrorizante, já que podem viajar muito mais rápido que os mísseis balísticos e de cruzeiro com capacidade nuclear atuais, a diferentes altitudes e com capacidade de aniquilar os atuais sistemas de defesa antimísseis.

Em dezembro, a Rússia declarou que havia colocado em serviço seu primeiro míssil hipersônico Avangard, tornando-se o primeiro país a construir uma arma hipersônica operável. As autoridades russas afirmaram que os testes haviam alcançado velocidades de até Mach 27, aproximadamente 33.000 quilômetros por hora.

A China também está investindo significativamente no desenvolvimento deste tipo de arma. Em outubro passado, exibiu seu veículo hipersônico DF-17 em seu desfile militar do dia nacional.

  • Com agências internacionais

You may also like